Prefeitura Municipal de Savaldor

Ara ketu desiste de desfilar no carnaval de Salvador

O grupo Ara Ketu utilizou as redes sociais para anunciar que a banda desistiu de desfilar no Carnaval 2024. Isso porque, de acordo com a nota, a proposta feita pela Prefeitura de Salvador é “humilhante”. Neste ano, o grupo completa 44 anos de história.

“No dia 27 de janeiro, fomos surpreendidos, mais uma vez, pela Prefeitura de Salvador com um tratamento que desvaloriza a nossa apresentação no carnaval. 31 anos depois a história se repete… Depois de uma classificação estranha no Ouro Negro (que em tese era para ser um programa de valorização do povo Negro da Bahia), recebemos a proposta de pagamento de cachê para apresentação da banda Ara Ketu com o mesmo valor de 2017. Ou seja, congelamento de nossos serviços por 7 anos”, iniciou.

“Tentamos argumentar, mas mediante a resposta negativa e até humilhante da prefeitura, resolvemos sair do Carnaval de Salvador. Percebemos que não temos valor aqui, que não nos querem aqui, talvez pelo fato de pertencer a uma comunidade Preta e pobre, local que em nada é romantizado pela classe branca e mandatária de nosso Estado/Cidade”, continuou a banda.

“Ir ao subúrbio não é bonito… Não é cult… Somos suburbanos e defendemos nossa comunidade. Cantamos aos quatro cantos do Brasil e no mundo que viemos de Periperi. Nossa contribuição para esse formato de carnaval que existe hoje, pelo que entendemos dos nossos mandatários, não existiu. É sempre assim. Os trios elétricos que sobram, o horário de desfile lá no fim da fila e os horários nobres vocês sabem para quem vai”, ressaltou a nota publicada no Instagram.

O grupo ainda destacou que é recebido pelo Brasil, mas não tem apoio na capital baiana. “O apagamento existe, afinal, eles “esquecem” que nós temos a primeira mulher, que, em plena década de 80, teve a coragem de criar e formar o Ara Ketu. Somos bem recebidos nos eventos do Brasil, acabamos de dividir palco com Bell e Ludmilla no Cabofolia, realizamos o pré-Carnaval de Fortaleza para milhares de pessoas, cantamos em diversas micaretas, mas para o carnaval de Salvador, somos uma atração sem valor, ou com o “é isso que temos para vocês”. Temos o nosso valor. No ano em que completamos 44 anos de história, vamos criar o dia do Ara Ketu, em 8 de março (dia da nossa fundação), iniciando o ciclo de comemorações de 45 anos”, completou.

Fundação Jose Silveira
Prefeitura Porto Seguro

MP requer suspensão do alvará de funcionamento de cemitério em Serrinha em razão de danos ambientais

O Ministério Público estadual ajuizou ação civil pública contra o Município de Serrinha e o cemitério Paraíso Celestial requerendo,...