Líder do tráfico na San Martins é preso com drogas

Investigado pela participação em pelo menos 17 homicídios relacionados ao tráfico de drogas, entre eles uma chacina que vitimou cinco pessoas em janeiro de 2013, em Pero Vaz, o traficante Antônio Marcos Marcelino Nogueira, o “Marcos Rambo”, de 28 anos, foi preso, novamente, neste domingo (1º), depois de envolver-se em uma troca de tiros com policiais, no bairro da Santa Mônica.

De acordo com o delegado Jamal Amad, coordenador da 3ª Delegacia de Homicídios (DH/BTS), Rambo estava com um mandado de prisão por condenação em aberto e foi capturado por policiais militares da 37ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), na Rua Paraguai, com 101 trouxinhas de maconha e dois pinos de cocaína.

Conduzido ao DHPP, o traficante foi autuado em flagrante por tráfico e teve o mandado de prisão cumprido. Marcos estava foragido da Justiça desde novembro de 2015, quando foi condenado a seis anos de prisão por tráfico. Ele é investigado como autor e mandante de vários homicídios nas regiões onde controla o tráfico de drogas.

Entre as vítimas de Rambo estão Bruno Henrique Carvalho Santos, morto a tiros pelo comparsa dele conhecido como “Galo”, no Alto do Peru, em 10 de abril deste ano, Elington Santos Oliviera, em 21 de janeiro de 2015, no Pero Vaz Velho, e Fabrício Costa dos Santos, em 8 de maio de 2014, no Beco do Sabão. Na ocasião da morte de Fabrício, Flávio Souza Lima, também foi baleado, mas sobreviveu.

Marcos Rambo foi apresentado à imprensa, na tarde desta segunda-feira (2), pelo delegado Jama Amad, e pelo major PM Barros, da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM). Em seguida, o traficante, que já havia sido preso em Sergipe numa operação do DHPP, em junho de 2013, foi encaminhado ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), na Avenida ACM.

Últimas Noticias

Fundação Cidade Mãe promove programação para crianças acolhidas

A Fundação Cidade Mãe (FCM) promoveu, nesta sexta-feira (22), uma tarde de cinema e brincadeiras para aproximadamente 20 crianças...