Campeão do UFC é pego no anti-doping e deve perder o cinturão

O lutador de MMA Jon Jones venceu Daniel Cormier de maneira espetacular no UFC 214. No entanto, seu triunfo acabou sendo abalado depois de testar positivo num exame anti-doping, por uso de turinabol, um anabolizante.

O resultado pode fazer com que o americano perca o cinturão da categoria dos meio-pesados do evento. Ainda não aconteceu de forma oficial, mas Dana White, dono do UFC, já indicou que o processo será iniciado em breve.

“Ainda não tirei o cinturão, mas sabe como é. Vai passar por todo o processo da Usada [Agência Anti-Doping dos Estados Unidos] e aí o fazemos.”

Como é reincidente em casos de doping, Jones pode acabar sendo suspenso por até quatro anos. Anteriormente, já havia ficado afastado das competições por um ano por conta de uso de anabolizantes.

Os casos se repetiram em outras duas ocasiões: em um dado momento, sem ter lutas programadas, “Bones” foi pego com um metabólito de cocaína no sangue. Não foi suspenso. Em outra, o lutador atropelou uma mulher grávida, fugiu sem prestar socorro e acabou afastado pelo UFC, perdendo o cinturão. Foram encontrados vestígios de maconha em seu carro.

À época, Daniel Cormier acabou tomando o cinturão da categoria. No UFC 214, os dois se enfrentaram e Jones retomou o título, mas deve voltar a ficar afastado das lutas por conta do doping.