#VaiTerGorda! Desfile plus size, debates e homenagens em sessão da Câmara de Salvador

Foi realizada na Câmara Municipal de Salvador, na noite desta segunda-feira (2), a sessão especial pelo Mês das Gordinhas. O ato foi promovido pelo vereador Hélio Ferreira (PCdoB) em parceria com o Movimento Vai Ter Gorda. O objetivo foi debater questões relacionadas aos avanços e desafios das mulheres acima do peso na sociedade, além de discutir políticas públicas de combate à “gordofobia”.

Hélio Ferreira chamou atenção para a necessidade de identificar uma pauta de políticas públicas de inclusão para o segmento e colocou seu mandato à disposição do movimento.

“Me sinto muito feliz, nosso mandato é popular e defende os interesses de todos os grupos da sociedade. As ruas tem muita descriminação, a ideia é trazer esse debate para dentro da Câmara. É preciso criar políticas públicas que realmente atendam essas pessoas”, disse Hélio.

Autoestima

Coordenadora do Vai Ter Gorda, Adriana Santos destacou os avanços e desafios da mulher gorda na sociedade, citando como exemplo os diversos movimentos que conscientizam e elevam a autoestima do segmento, com reflexos positivos no mercado de moda. Um dos aspectos mais visíveis da gordofobia, segundo ela, está no mercado de trabalho, quando muitas pessoas mesmo aprovadas em concursos são preteridas nos exames de saúde do processo seletivo, como se a qualificação tivesse relação com a forma física. A violência obstétrica foi outro ponto citado por Adriana, exemplificando com a estrutura das macas nas maternidades, que não comportam mulheres gordas.

Samara Azevedo, fundadora do Coletivo Cacheadas e Crespas de Salvador, e a produtora cultural Carla Galrão, idealizadora do GordaRoupa, alertaram para a crueldade difundida pelas redes sociais contra as pessoas gordas, sobretudo as mulheres, agravando ainda mais o quadro de preconceito. A turismóloga Maria França acrescentou que a gordofobia é ainda mais acentuada no caso das mulheres negras e no mercado de trabalho.

A mesa da sessão foi formada, ainda, pela pesquisadora Elza Elisa; Tânia Portugal, representante da secretária estadual de Políticas para Mulheres, Julieta Palmeira; Maria Auxiliadora Alves, representante da secretária municipal de Políticas para Mulheres, Taíssa Gama; e Ângela Guimarães, coordenadora da Unegro.

Homenagens

Foram homenageadas na sessão a grafiteira e ativista Sista Kátia; a maquiadora Maile Santos; a presidente do bloco “As Direitinhas”, Dekka Direitinha; as jornalistas Nayana Ribeiro (Revista Plus) e Tairine Ceuta; a empresária Cynthia Paixão, rainha do Ilê 2014; e a ativista Carla Leal, do Gordinhas Lindas / Soul Gorda, entre outras personalidades reconhecidas em suas profissões pela militância contra o preconceito.
No final da sessão houve desfile de modelos plus size, com o objetivo de ressaltar a autoestima das mulheres gordas.