Vereador e movimentos sociais querem ampliar ações da Ufba em bairros periféricos de Salvador

Durante a reunião, a coordenadora-geral do SindilimpBA, Ana Angélica Rabelo, disse que a relação dos terceirizados com a direção da universidade, depois da gestão de João Carlos Sales, “melhorou muito”. Ela parabenizou a gestão da Ufba por implantar conta vinculada, que é um dos mecanismos da Lei Anticalote. “Isso assegura que 30% das faturas ficam retidas, para que possam ser pagos os direitos trabalhistas, isso também avançou muito nessa relação dos terceirizados com a unidade de ensino”. Por sua vez, o reitor João Carlos Sales apontou para a importância da parceria com os movimentos sociais, e ressaltou “a união neste momento, em que os direitos estão sendo atacados”. Ele disse também que é do “interesse do reitor que os terceirizados sejam de fato integrados na dinâmica da universidade e reconhecidos como profissionais importantes para o desenvolvimento da educação e que possam sim ser oportunizados com uma formação digna e boas condições de trabalho”.]]>

- publicidade -

Ultimas Noticias

Livre-comércio: países do Mercosul negociam acordo para automóveis

Os países do Mercosul trabalham para chegar a um entendimento para o livre-comércio de automóveis dentro do bloco antes que as taxas para a...

Bolsonaro afirma que não vai propor fim da multa de 40%...

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (20) que não vai propor o fim da multa de 40% sobre o salto do Fundo de Garantia...

Secretário do governo diz que Hezbollah atua na América do Sul

O secretário-geral dos Negócios Estrangeiros do Brasil disse esta sexta-feira (19) que o Hezbollah tem atividade terrorista na América do Sul e destacou que...

Equipe da Sempre visita imóvel incendiado em Cosme de Farias e...

Ao tomar conhecimento do incêndio que atingiu um imóvel de dois pavimentos no bairro de Cosme de Farias, a secretária de Promoção Social e...
Publicidade