Vereador e movimentos sociais querem ampliar ações da Ufba em bairros periféricos de Salvador

Durante a reunião, a coordenadora-geral do SindilimpBA, Ana Angélica Rabelo, disse que a relação dos terceirizados com a direção da universidade, depois da gestão de João Carlos Sales, “melhorou muito”. Ela parabenizou a gestão da Ufba por implantar conta vinculada, que é um dos mecanismos da Lei Anticalote. “Isso assegura que 30% das faturas ficam retidas, para que possam ser pagos os direitos trabalhistas, isso também avançou muito nessa relação dos terceirizados com a unidade de ensino”. Por sua vez, o reitor João Carlos Sales apontou para a importância da parceria com os movimentos sociais, e ressaltou “a união neste momento, em que os direitos estão sendo atacados”. Ele disse também que é do “interesse do reitor que os terceirizados sejam de fato integrados na dinâmica da universidade e reconhecidos como profissionais importantes para o desenvolvimento da educação e que possam sim ser oportunizados com uma formação digna e boas condições de trabalho”.]]>

Ultimas Noticias

Caminhão e veículo de passeio roubados são recuperados pela PRF nos...

No combate à criminalidade, policiais rodoviários federais durante fiscalização de enfrentamento às fraudes veiculares recuperaram dois veículos, em trechos dos municípios de Paulo Afonso...

Gabaritos oficiais do Enem já estão disponíveis na internet

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou na tarde desta quarta-feira (13) os gabaritos oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio...

Secom adere a programa da AGE de aprimoramento da gestão pública

Uma reunião realizada na Secretaria de Comunicação Social do Estado (Secom), no final da manhã desta quarta-feira (13), marcou a conclusão da primeira fase...

Música negra é destaque na programação do Pelô

A cultura negra pulsa no Pelourinho o tempo inteiro, não seria diferente ao longo do Novembro Negro. Dentre os destaques da semana, a mistura...
Publicidade