Pré-Carnaval de Salvador deve reunir um milhão de pessoas nesse fim de semana

Pegue uma pitada de ansiedade pela folia momesca, acrescente um pouco de banda de sopro e percussão, famílias, pranchões e leve ao forno com pagode baiano e música eletrônica, aí você terá o pré-Carnaval de Salvador, que tem início no próximo sábado (3). Serão dois grandes eventos gratuitos antes do início oficial da festa: o Fuzuê e o Furdunço. A estimativa é que mais de um milhão de pessoas participem das festas de pré-Carnaval.

Com início previsto às 16h deste sábado (3) e sem hora para acabar, o Fuzuê levará, para as ruas dos bairros Barra e Ondina, o clima dos antigos carnavais, com famílias reunidas, fantasiadas e acompanhando o desfile de grupos culturais. Pelo menos 31 bandinhas de sopro, percussão e batucada estão cadastradas pela Empresa Salvador Turismo (Saltur) e farão a festa no circuito Orlando Tapajós, com saída na altura do antigo Clube Espanhol. O desfile inicia com a Banda da Guarda Municipal, seguido por Tio Paulinho.

A tarde segue com as apresentações Oficina de Frevos e Dobrados, Bloco de Aleitamento Materno, Grupo Cultural Mandu, Grupo Folclórico Zambiapunga, Burrinhas de Taperoá, Careta Tradicional de Acupe, Caretas de Cairu, Grupo Folclórico Gongos Congos de Cairu, Ed Bala e Fanfarra Mágica, dentre outras.

No domingo (4), o Furdunço começará também às 16h, no Circuito Orlando Tapajós. São aguardados os desfiles de Wilson Café, Jau, Armandinho, Dodô e Osmar, Bailinho de Quinta, Duas Medidas, Batifun e BaianaSystem, que tradicionalmente encerra a noite dos pré-carnavalescos. Ao todo, 41 bandas animam o movimento. O Furdunço também volta a ocorrer no dia oficial da abertura do Carnaval, na quinta-feira (8), no Circuito Dodô (Barra-Ondina).
Para o secretário municipal de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, o Furdunço e o Fuzuê são duas atrações que agradam soteropolitanos e turistas. “Os dois produtos servem não só como tendência de conteúdo, mas do ponto de vista do turismo. Muita gente que não vai poderá ficar para o Carnaval vai poder experimentar uma prévia da folia oficial. Isso tudo ajuda a movimentar a economia da cidade”, disse.

Tinoco espera superar as expectativas esse ano e avalia que a administração municipal está preparada para oferecer as atrações e melhorar a infraestrutura e serviços para os foliões. “No último final de semana, vimos uma amostra da animação que as pessoas levarão para as ruas no pré-Carnaval, com os palhaços do Rio Vermelho e a festa na Barra. Isso é consequência do bom ano que tivermos em 2017 e das boas expectativas para 2018”, afirma.

Isaac Edington, presidente da Saltur, empresa vinculada à Secult, acrescenta que o intuito do pré-Carnaval, produto já consolidado, é trazer o folião mais cedo para Salvador e mantê-lo mais tempo na cidade. “Isso é importante para movimentar a nossa economia porque amplia a permanência de turistas na cidade. Com o Fuzuê e o Furdunço, baianos e turistas aquecem as turbinas para a maior festa de rua do planeta”, opina.

Ultimas Noticias

Comunidade escolar comemora os 80 anos do Colégio Estadual Dois de...

A comunidade escolar do Colégio Estadual Dois de Julho, localizado no bairro de Fazenda Grande do Retiro, em Salvador, celebrou o 80º aniversário da...

Obras de macrodrenagem nos rios Ipitanga e Joanes avançam

Uma obra com concepção inovadora e que promete diminuir significativamente os alagamentos em Lauro de Freitas e alguns bairros de Salvador, melhorando a vida...

Presente em 4,2 mi de lares no Brasil, pirataria na TV...

A pirataria da TV paga causa um prejuízo de R$ 9,6 bilhões por ano ao setor, sendo que nesse mesmo período o governo deixa...

Feira Cidadã é aberta em Santo Estêvão com expectativa de dez...

Promovida pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), em parceria com as Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), a 27ª edição da Feira Cidadã de...
Publicidade