“Cinquentinha”, agora só com carteira de habilitação

A exigência por habilitação para conduzir as motos conhecidas como “cinquentinhas”  começa a valer nesta quarta-feira (1º) em todo o Brasil. Quem descumprir cometerá infração gravíssima, com multa de R$ 574,62 (o valor é multiplicado por 3) e apreensão do veículo.

A cinquentinha, como é conhecida a moto de baixa cilindrada que podia ser pilotada por qualquer pessoa, passa a se enquadrar na legislação de trânsito e portanto sua condução exige carteira de habilitação. Motos e ciclomotores abaixo de 50cc passam a ter o emplacamento obrigatório, conforme lei sancionada pela presidenta Dilma Roussef. A lei altera o inciso do XVII do artigo 24 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

A mudança visa reduzir os acidentes causados pelos motociclistas destes veículos, que, por não serem fiscalizados, cometem muitas infrações e causam muitos acidentes. O problema é mais grave nas regiões Norte e Nordeste.

Com a mudança na lei, a responsabilidade passa a ser dos Estados via Detran. Agora, para pilotar qualquer moto abaixo de 50cc é preciso ser habilitado.

Últimas Noticias

Turismo rural de base comunitária em assentamento será novo atrativo de Itacaré

O município de Itacaré, localizado no Território de Identidade Litoral Sul, que já conta com uma diversidade de praias...