Sem papas na língua, pré-candidato do MDB diz que população “deveria agradecer” a Temer

Pré-candidato ao governo baiano, o ex-ministro João Santana (MDB), disse em entrevista ao Informe Baiano que “a história vai mostrar que Michel Temer está realizando, em pouco tempo, um bom governo”. Sem papas na língua, o emedebista afirmou que “a população brasileira deveria agradecer ao presidente Michel Temer”.

“Ele recebeu o país absolutamente à toa e desorganizado, com um déficit econômico extraordinário, de uma maneira caótica. Temer se propôs fazer um governo, onde ele sabia que para colocar o país nos trilhos novamente, tinha que fazer medidas que são impopulares. Não são medidas impopulares do ponto de vista, digamos assim, da finalização. Pois, elas são medidas populares, que estão sendo adotadas para melhorar a situação do país e do povo. Mas alguns elementos da mídia e adversários políticos transformam essas duras medidas em impopulares”, opinou João Santana.

O político baiano afirmou também que “o jogo só termina quando o juiz apita”, em referência a petistas que acreditam em uma vitória de Rui Costa. Sobre o ex-aliados e pré-candidatos José Ronaldo e João Gualberto, acredita que “toda essa movimentação é natural”. Mas estranhou “a desistência de ACM Neto”.

Por fim, o ex-ministro disse que o MDB é “um partido capilarizado”.

“Estamos em mais de 360 municípios da Bahia. Temos uma tradição partidária. Nossos companheiros, além de membros, são torcedores do partido. Vamos ter que selecionar os candidatos porque a procura é muito grande”, finalizou João Santana.

Fotos: Jones Almeida