Bahia volta a Pituaçu e encara CRB por 3º triunfo consecutivo

“Baêa, estaremos contigo. Você é minha paixão. Não importa o que digam, sempre levarei comigo minha faixa tricolor e no peito o Esquadrão. Pituaço me espera pra começar a festa. Xalaiálaiá, xalaiálaiá, xalaiálaiá, vamos subir, Esquadrão!”

Esse foi o cântico que acompanhou o Bahia até o acesso na Série B de 2010. Com a Fonte Nova interditada após o desabamento de parte da arquibancada, o Tricolor fez de Pituaçu uma nova casa e mostrou que se sentia bem à vontade no estádio apelidado carinhosamente de “Pituaço”. Foram 19 partidas na Segunda Divisão daquele ano, com dez triunfos, seis empates e três derrotas, aproveitamento de aproximadamente 63%. Embalado pelo “Xalaiálaiá”, o time baiano retornava para a Primeira Divisão, e Pituaçu ganhava a fama de caldeirão entre os torcedores.

O tempo passou, em 2013 o Bahia trocou de casa e seguiu para a moderna Arena Fonte Nova, construída com o padrão Fifa para receber jogos da Copa do Mundo. Para o torcedor, ficou o saudosismo, e a letra da música que serviu de inspiração para o acesso precisou ser modificada. No lugar de “Pituaço”, entrou o “Fonte Nova”. Nesta sexta-feira, contudo, a torcida tricolor poderá cantar a letra original. De volta a Pituaçu, o Bahia enfrentará o CRB, às 19h15 (horário de Brasília), pela oitava rodada da Série B. Chance de time e torcida matarem a saudade e provarem que o caminho do acesso passa pela mística do estádio.

A partida contra o CRB estava inicialmente marcada para a Arena. A pedido do consórcio que administra o estádio, foi transferida para Pituaçu. No estádio, o Bahia terá a chance de emplacar o terceiro triunfo consecutivo na Série B – venceu Paysandu e Goiás nas últimas rodadas, além de se firmar no G-4 e dar mais um passo na direção do retorno à Série A.

Edigar Junio atacante do Bahia (Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / E.C. Bahia)Edigar Junio treinou e está à disposição de Doriva para a partida

Desfalque na última rodada por conta de uma dor muscular na coxa, o atacante Edigar Junio volta a ficar à disposição de Doriva. A formação titular tricolor é um mistério. O treinador decidiu fechar o único treino que contou com todo o elenco. Existe a possibilidade de mudanças, com Hayner e Tinga na disputa por uma vaga na lateral direita, e Thiago Ribeiro, Luisinho e Edigar Junio em concorrência no setor ofensivo. A tendência é que o time seja escalado com Marcelo Lomba; Tinga (Hayner), Lucas Fonseca, Jackson e Moisés; Feijão, Juninho, Danilo Pires, Renato Cajá e Luisinho (Thiago Ribeiro), Hernane.

O goleiro Marcelo Lomba, que disputou a primeira partida pelo Bahia em 2011, lembra bem do período em que Pituaçu era a casa tricolor. Ele espera que o time consiga fazer um bom papel contra o CRB para manter o histórico favorável do estádio.

– Quando cheguei, peguei uma época de Pituaçu sempre muito cheio, eram 30, 35 mil pessoas. A gente tem uma identificação. Foi aqui que duas vezes o Bahia conquistou dois campeonatos baianos. Teve o acesso, que eu não participei. Bahia tem uma história aqui. O campo é muito bom. Para torcida, é um lugar legal. Mas a gente sabe que o mais importante é chegar aqui, fazer um bom futebol, vencer e, se Deus quiser, convencer, para a gente se afirmar na competição.

A última vez que o Bahia mandou uma partida em Pituaçu foi na temporada passada, novamente a pedido do consórcio que administra a Arena. O jogo em questão foi contra o Paysandu, pela terceira fase da Copa do Brasil. O Tricolor venceu por 2 a 0, e por falta de um gol não conquistou a classificação.

Nesta temporada, o Tricolor atuou em Pituaçu em duas ocasiões, ambas como visitante. Com o Adauto Moraes (Juazeiro) e Joia da Princesa (Feira de Santana) em reforma, Juazeirense e Fluminense de Feira optaram por mandar partidas no estádio da capital baiana. O Bahia venceu os dois adversários – 2 a 0 sobre o Touro do Sertão e 3 a 2 sobre Cancão de Fogo.

No histórico geral, desde 2009 o Bahia atuou 148 vezes em Pituaçu, com 80 triunfos, 42 empates e 29 derrotas, aproveitamento total de 63%.

Formação Bahia contra o CRB (Foto: Arte / GloboEsporte.com)Thiago Ribeiro e Luisinho brigam por vaga na esquerda do ataque tricolor

O JOGO
Bahia x CRB – 8ª rodada da Série B
Local: Pituaçu (Salvador);
Horário: 19h15 (horário de Brasília);
Arbitragem: Sebastiao Rufino Ribeiro Filho, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Francisco Chaves Bezerra Junior;
Provável time: Marcelo Lomba; Tinga (Hayner), Lucas Fonseca, Jackson e Moisés; Feijão, Juninho, Danilo Pires, Renato Cajá e Luisinho (Thiago Ribeiro); Hernane;
Pendurados: Feijão, Luisinho, Hernane, Lucas Fonseca e Zé Roberto;
Desfalques: Mário, Yuri e Gustavo se recuperam de cirurgias.


Fonte: Globoesporte.com

Caso Atakarejo: vídeo mostra Ian gritando para não ser entregue aos traficantes: “eu não quero”

Um vídeo enviado ao Informe Baiano na noite de segunda-feira (10/05) mostra o momento exato em Bruno e Ian Barros da Silva, 29 e 19 anos, tio...

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

Onze pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas esta manhã durante um ataque a uma escola na cidade russa de Kazan. O ataque foi feito por dois...

Polícia descobre plano de ataque à escola; suspeito queria homenagear autor do massacre de Suzano

A Polícia Civil de São Paulo prendeu hoje (10) um homem de 19 anos suspeito de planejar um ataque a alunos de uma escola no bairro de Americanópolis, na...

Ministério da Saúde receberá 8,2 milhões de doses de vacina até sexta

O Ministério da Saúde receberá até sexta-feira (14) 8,2 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Segundo o secretário executivo do ministério, Rodrigo Cruz, a pasta...