EXCLUSIVO! Chefão do tráfico morto no subúrbio estava com metralhadora e mais oito armas

O chefão do tráfico de drogas do subúrbio ferroviário de Salvador, Dilson da Paz dos Santos, conhecido como Renato Químico, foi morto nesta sexta (10) no bairro do Lobato em confronto com as Polícias Militar e Civil. As viaturas chegaram rápido a localidade e surpreenderam a quadrilha, que quando percebeu a ação já era tarde. A troca de tiros, de acordo com moradores em contato com o Informe Baiano, demorou aproximadamente 10 minutos.

O marginal estava no Baralho do crime da SSP e no Almanaque do DHPP como um dos mais procurados da capital baiana. Ele atuava nos bairros do Lobato, Boa Vista do Lobato, Alto do Cabrito e adjacências. Existe ainda a acusação de pelo menos 30 homicídios e tinha vários mandados de prisão em aberto. A apresentação oficial do resultado da ação só deve ocorrer na semana que vem, mas o Informe Baiano teve acesso com exclusividade e lhe adianta. Foram encontrados uma submetralhadora, uma espingarda, 5 pistolas e dois revólveres calibre 38. Além disso, havia com o traficante 50 quilos de maconha em barras, 2 quilos de crack e R$8.450 em espécie.

RENATO QUIMICO

armas renato quimico

 

Últimas Noticias

Covid-19: o que se sabe até agora da variante Ômicron

O surgimento de uma variante no novo coronavírus confirmado em regiões da África preocupa especialistas internacionais de saúde. Batizada...