Polícia procura caseiro suspeito de atear fogo na namorada de 63 anos

A Polícia Civil de Goiás continua as buscas por Cícero Leite de Almeida, 63 anos, principal suspeito de espancar e atear fogo na companheira, Rita Alves Barbosa, da mesma idade. O crime aconteceu no dia 2 de julho na fazenda em que o homem trabalhava como caseiro, que fica no município de Orizona (GO). O acusado é alcoólatra e já havia demonstrado comportamento agressivo contra Rita e ex-mulheres.

Devido às queimaduras, a aposentada ficou internada 11 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia (Hugol), mas não respondeu bem ao tratamento e morreu na madrugada da última quinta-feira (12/7). A polícia informou que os dois discutiram e Rita foi agredida fisicamente. Em seguida, Cícero teria jogado álcool sobre o corpo da mulher e ateado fogo. Ele fugiu do local na sequência.

De acordo com o Metrópoles, Rita foi localizada pela manhã em uma estrada. A vítitma foi levada para uma padaria da região, onde recebeu os primeiros socorros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Depois, houve a transferência de helicóptero para a capital, seguida da internação e da morte da idosa.

Últimas Noticias