Transição Capilar: tudo que você precisa saber sobre transição

A transição capilar é uma fase em que os cabelos precisam de cuidados especiais para garantir que os fios cresçam mais fortes e saudáveis. Durante esse tempo, muitas mulheres chegam a apelar para as famosas misturinhas caseiras para fazer o cabelo crescer mais rápido, mas essa é uma prática que nem sempre retorna com o resultado esperado e que, além disso, pode chegar a comprometer todo o processo.

Entenda, neste artigo, o que é transição capilar e quais são as melhores práticas para vivenciar esse momento com muito estilo e personalidade.

Transição capilar: o que é?

Transição capilar é uma fase marcada especialmente pelo processo em que a mulher ou o homem decidem abandonar os alisamentos e outros procedimentos com química aplicados nos cabelos para retornar a exibir os fios em sua formatação original: ondulada, cacheada ou crespa.

Transição Capilar

Durante muitos anos, a cultura da beleza destacou somente os cabelos lisos e alinhados como belos. Isso acabou levando inúmeras pessoas, desde a adolescência, a mudar a estrutura do cabelo para se sentirem aceitas pela sociedade, transformando as madeixas com curvatura em fios totalmente lisos.

A frequência de procedimentos progressivos, no entanto, não conseguiu amenizar a necessidade de aceitação, o que gerou – a longo prazo – um desconforto justamente pela identificação de que os fios cacheados e crespos são tão bonitos e incríveis quanto qualquer outra característica capilar.

A transição capilar é, portanto, um grito de liberdade contra os padrões de beleza preestabelecidos pela sociedade e um dos períodos mais importantes da vida de algumas pessoas, pois simboliza o reencontro com sua identidade original.

Mas vale um alerta:

Esse período é um processo íntimo e delicado de autoaceitação, amor próprio e autoconhecimento. Além de lidar consigo mesma, será preciso enfrentar a opinião de muitas pessoas e, também, vencê-las (se o seu objetivo for se encontrar!). A transição capilar não é um período fácil de vivenciar, mas o resultado será totalmente recompensador.

Transição capilar: principais desafios

Ao decidir abandonar as químicas alisantes, além do primeiro desafio que é a aceitação do novo visual, há outros desafios a serem enfrentados e vencidos. As duas texturas presentes nos fios, por exemplo, são outro ponto que tira o sono de muita gente, afinal, enquanto as pontas ainda estão lisas, a raiz sem química está crescendo e se destacando.

Além disso, os fios em fase de transição capilar são, normalmente, mais fragilizados que os demais e apresentam frequente ressecamento e quebra. Diante dessas características, dedicar cuidados às madeixas é um passo indispensável.

Como passar pela transição capilar?

Uma dúvida muito frequente é: “como fazer a transição capilar?”. Existem, pelo menos, três formas de vivenciar e vencer a transição. A primeira de vencer a transição capilar é por meio do big chop, que é o corte total da parte do cabelo quimicamente tratada de uma única vez. É importante dizer que, apesar de ser mais famosa, esta opção não é obrigatória — muito pelo contrário: fazer o big chop deve ser uma decisão muito bem pensada e somente quando a pessoa estiver completamente preparada e segura para se deparar consigo mesma de cabelos curtíssimos.

A segunda forma de atravessar a transição capilar é cortando as madeixas periodicamente. Esse é o caso em que as duas texturas irão aparecer, e nessa hora, contar com boas técnicas de texturização dos fios é o mais indicado, pois, assim, será possível uniformizar a aparência das madeixas. Entre os métodos mais comuns de texturização, podemos destacar a fitagem estruturada, o dedoliss, o twist, os coquinhos, o uso do acessório bigudins e outros

Por último, é possível passar pela transição capilar em grande estilo apostando nas charmosas box braids. Tanto para homens quanto para mulheres, a técnica de trançado é sempre uma ótima opção para mudar o visual. Quem vivencia a transição capilar pode cortar a parte quimicamente alisada dos fios e trançar as mechas naturais às fibras sintéticas do tipo jumbo, kanekalon ou lã. Esse novo estilo tem a duração média de três meses e irá auxiliar no crescimento dos fios sem danificá-los.

Transição capilar antes e depois

Em todos esses casos, contar com fotos e inspirações de transição capilar antes e depois é o melhor caminho para vivenciar esta fase.

 

Antes e depois Ana Lídia Lopes
Antes e depois Amanda Mendes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*salonline

Relacionados