PTB oficializa apoio a Alckmin em convenção neste sábado

O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) oficializa neste sábado (28/7) seu apoio a Geraldo Alckmin (PSDB) na corrida presidencial. O martelo vai ser batido durante convenção partidária em um hotel de Brasília (DF). Os delegados petebistas vão referendar a decisão tomada pela Executiva nacional na semana passada. A presença do tucano é esperada pela organização do evento.

Com a decisão, o PTB será o sexto partido a fechar coligação com o PSDB na disputa à Presidência da República. Nessa quinta-feira (26), os integrantes do Centrão (PP, PR, DEM, PRB e Solidariedade) anunciaram suporte ao ex-governador paulista na corrida ao Planalto. No mesmo dia, Alckmin reuniu-se com o presidente do PTB, Roberto Jefferson.

Após fechar o apoio com o PTB, o tucano comentou sobre ataques de eleitores na internet. O ex-governador de São Paulo comemorou a aliança e disse que, junto do PTB, irá construir o “Brasil que queremos”. Na maioria das críticas, os eleitores fizeram referência ao fato de o PTB estar no centro de um escândalo envolvendo o Ministério do Trabalho. A Operação Registro Espúrio, deflagrada pela Polícia Federal, investiga pagamento de propina para membros do partido, em troca da liberação de registros sindicais.

Convenções

Este sábado (28) terá outras quatro convenções partidárias. O Partido Social Democrático (PSD) vai discutir a pré-candidatura de Guilherme Afif Domingos à Presidência da República. A cúpula da legenda resiste à ideia. O presidente do PSD, Gilberto Kassab, quer apoiar Alckmin na disputa pelo Planalto. A reunião acontece em São Paulo (SP), a partir das 9h.

Em Brasília, o Partido Verde (PV) discutirá se vai fechar alianças ou se irá liberar diretórios para acertos regionais. Enquanto um grupo quer seguir com Marina Silva (Rede), outro pede apoio a Alckmin. O evento será na sede da agremiação no Lago Sul, a partir das 10h.

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) reúne-se em um hotel no Rio de Janeiro (RJ) a partir das 9h. A sigla discutirá quem apoiará na disputa presidencial.

O Democracia Cristã (ex-PSDC) lança a candidatura de José Maria Eymael para a Presidência da República. Será a quinta vez que ele concorrerá ao Planalto. Disputou em 1998, 2006, 2010 e 2014. A convenção será na capital paulista, a partir das 9h.

Eleição presidencial

Até este sábado (28/7), cinco partidos confirmaram candidatos à Presidência. Além de Alckmin, Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSol), Jair Bolsonaro (PSL) e Vera Lúcia (PSTU) foram oficializados na corrida pelo Palácio do Planalto. Demais candidaturas devem ser lançadas até 5 de agosto, prazo final estabelecido pela Justiça Eleitoral.

Relacionados