Contadora assassinada no Jardim das Margaridas devia a agiota

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa investiga a autoria e motivação do assassinato da contadora Rosilda Trindade dos Santos, de 36 anos, que foi morta dentro do próprio carro. O crime aconteceu no Jardim das Margaridas, no bairro de São Cristóvão, atrás de um hotel na manhã da última quarta (21). A vítima deu carona a um homem não identificado e 15 minutos depois moradores escutaram os disparos. Foram cinco tiros no rosto. Em seguida, o assassino entrou em um outro carro, que o aguardava. A vítima passava por problemas financeiros e uma das suspeitas é que ela pediu dinheiro emprestado a um agi