Sem cadastro biométrico, 3,6 milhões de brasileiros não poderão votar

Dos 147,3 milhões de eleitores aptos a votar em outubro, pelo menos 3,6 milhões não poderão comparecer às urnas porque não fizeram o cadastramento biométrico. Sem ele, a pessoa tem o registro cancelado.

O levantamento fo feito pelo G1 junto aos dados dos tribunais regionais eleitorais (TREs) de todo o país, entre as 862 cidades e 17 estados que passaram, obrigatoriamente, por revisão biométrica desde 2017.

No primeiro semestre de 2018 se encerrou o prazo para registrar as digitais para as eleições deste ano. Quem não regularizou a situação até 9 de maio teve o título cancelado. Essa etapa será reaberta em 5 de novembro, após o pleito nacional.

A biometria será utilizada por 73,7 milhões dos votantes, o que representa 50% do eleitorado. Os 3,6 milhões de pessoas inaptas a votar correspondem a 2,44% do total do eleitorado. A tecnologia consiste no registro das digitais dos eleitores, para tornar eleições mais seguras, de acordo com o TSE.

*metropoles

Relacionados