Preta Gil e Fernanda Paes Leme promovem bazares com peças de famosos

Comprar sem limites pode ser o sonho de muita gente, mas não é o de Preta Gil, 44. “Não desejo isso para ninguém.” A cantora e apresentadora lembra do vício em compras que a endividou a ponto de ter que vender seu apartamento nos anos 1990. “Naquela época da minha vida, consumir era uma espécie de compensação psicológica, até o dia que descobri que havia se tornado uma compulsão.”

“Quando me vi comprando duas bolsas de grife iguais e não tendo mais espaço no meu quarto, enquanto a sala não tinha móveis, vi que era hora de mudar”, diz a carioca, que organiza há mais de dez anos o Bazar da Preta.

- publicidade -

O evento surgiu quando a empresária Sandra Gadelha, mãe de Preta, pediu à filha doação de roupas para ajudar uma obra social. A artista não só se desfez de peças próprias, como também recolheu dos amigos.

Neste ano, após uma edição paulistana, o evento acontece no dia 2 de dezembro, no Clube Monte Líbano, no Rio de Janeiro, com cerca de 3.000 peças novas e seminovas doadas por marcas e famosos, como Angélica, Isis Valverde, Rodrigo Faro e Fátima Bernardes.

A seleção inclui desde acessórios a R$ 10 até um quadro do artista Anderson Thives, a ser vendido por R$ 4.000. A arrecadação será revertida para a ação “Por um Natal Melhor”, do Complexo do Alemão, e para a ONG IKMR Brasil.

Bazares como esse oferecem senso de oportunidade, diz a organizadora. Para fazer uma boa compra, ela sugere observar a qualidade e a relação custo-benefício. “Você deve se perguntar: ‘eu preciso mesmo disso?’, ‘eu posso pagar?’, ‘preciso disso agora?’, essas coisas. Se a resposta for sim para as três [questões], então compre, caso contrário, espere uma nova oportunidade”, recomenda.

Preta também doou e recebeu roupas de Fernanda Paes Leme, 35. A atriz paulistana realiza a 6ª edição do Bazar Fê Paes Leme neste domingo (11), no Espaço Gap, em São Paulo. “Ganho muitas roupas e precisava ressignificar meus excessos. O bazar foi o caminho que encontrei e ainda é uma forma de praticar o bem.”

View this post on Instagram

🖤 📸: @thallesgl

A post shared by Fernanda Paes Leme (@fepaesleme) on

Ela conta que começou pelo próprio guarda-roupa quando, ao mudar de casa, se deu conta da quantidade de peças que tinha. Segundo a assessoria da atriz, o número de doações para o evento deste ano cresceu 80% em relação ao anterior. Entre os apoiadores, estão mais de 50 marcas e celebridades como, Hugo Gloss, Fernanda Souza e Giovanna Lancellotti.

Há desde roupas infantis de Luisa Erlanger, filha da atriz Fernanda Rodrigues, às panelas francesas de ferro fundido e esmaltadas Le Creuset. As vendas serão destinadas a 12 instituições de caridade, como Casa 1, Abeghi e Fundação Pirituba.

Além de realizar o bazar, Fepa, como é chamada pelos amigos, também apresenta o programa Desapega, do GNT, no qual visita o closet de artistas e os incentiva a doar peças, que então são vendidas após o episódio no ecommerce enjoei.

Para ela, no entanto, o ideal nem sempre é comprar. “Dê um novo significado a algo que você já tem e não usa”, diz a atriz. “Em vez de comprar um short novo, você pode cortar uma calça jeans que já não usa tanto; em vez de trocar o sofá, você pode estofá-lo de outra cor e ainda economiza.”

Ela afirma que o consumo consciente é o melhor caminho para salvar o planeta. “Hábitos simples, do nosso dia a dia, provocam um impacto enorme no ambiente”, diz, sugerindo evitar canudos de plástico, usar copos reutilizáveis, fazer compras a granel e adotar a bicicleta como meio de transporte. Com informações da Folhapress.

Com pouca chuva, safra recorde já tem perdas

As chuvas irregulares e até 50% abaixo da média desde agosto já causaram a perda de 7,3 milhões de toneladas de grãos em todo o País na...

Rússia começa a vacinar principais grupos de risco contra covid-19

A Rússia começou a vacinar neste sábado (5) profissionais de saúde, assistentes sociais e professores contra o novo coronavírus. Na capital, Moscou, 70 centros especiais foram abertos...

Grupo Carrefour anuncia fim da terceirização dos serviços de segurança

O Carrefour anunciou nesta sexta-feira (4) o fim da terceirização dos serviços de segurança nos supermercados do grupo. A decisão foi tomada por sugestão do Comitê Externo...

Banco do Brasil traça meta para chegar a 90% de energia renovável até 2024

Após iniciar investimentos em fazendas solares para abastecer sua rede de agências, o Banco do Brasil traçou uma meta ambiciosa e pretende atingir, até 2024, um nível...