Avião declara emergência e faz pouso forçado em Portugal

O voo KZR 1388, da da Air Astana, declarou emergência no momento de aterrissar em Lisboa, na tarde deste domingo (11). Depois de alguns minutos, a aeronave conseguiu pousar no aeroporto de Beja, a 177 km da capital lisboeta. “Falha crítica nos sistemas de navegação e controle de voo”, disse à Lusa um funcionário da aeronáutica.

O avião decolou de Alverca (31 km de Lisboa) às 13h21 (11h21 em Brasília) e tinha como destino Minsk, capital da Bielorrúsia. Segundo a mesma fonte, o aparelho, um Embraer, esteve fazendo manutenção nas oficinas da Indústria Aeronáutica de Portugal (OGMA).

Durante a emergência, as autoridades chegaram a equacionar a possibilidade de a aeronave fazer um pouso no rio Tejo, mas as condições atmosféricas não permitiram.

A mesma fonte disse à Lusa que o piloto foi recuperando com o tempo alguns dos instrumentos que tinham falhado, o que lhe permitiu aterrissar em Beja.

O avião pousou às 15h28 (13h28 em Brasília) na pista 19 do aeroporto de Beja, à terceira tentativa, depois de ter borregado (termo técnico da aviação para designar tentativas frustradas de aterrissagem) duas vezes. Segundo a mesma fonte, “a aterrissagem correu bem”.

Antes de pousar, o avião sobrevoou a região de Santarém e o Alentejo, fazendo uma trajetória irregular e descrevendo vários círculos no ar.

De acordo com uma informação transmitida à Lusa antes, o avião transportava apenas a tripulação, composta por seis pessoas. Com informações da Lusa.

Relacionados