Óleos essenciais atuam na insônia e na libido; entenda

Os óleos essenciais são substâncias voláteis e extremamente potentes que constituem a principal componente de uma planta e de onde se extraem os princípios terapêuticos. Os óleos são feitos através de concentrados de plantas ou frutos e possuem princípios ativos que variam de acordo com suas composições químicas.

A aromaterapia é a ciência que estuda os usos e aplicações dos óleos essenciais, a fim de obter resultados unindo as propriedades de cada planta com as necessidades individuais. “Os aromas estão conectados diretamente com o nosso corpo e a nossa mente. Por isso, quando sentimos o cheirinho dos óleos essenciais, ele emite um comando ao nosso cérebro fazendo com que o corpo emita uma reação”, explica Nathalia Carravetta, especialista em desenvolvimento de aromas da L’eponge, em entrevista ao Globo.

A especialista indica algumas combinações que podem ajudar a melhorar certos problemas:_

Afrofisíaco – para esquentar a relação, invista nos óleos de ylang-ylang, patchouli e sândalo. Coloque num difusor 2 gotas de um desses óleos essenciais ou a combinação de dois.

Concentração e memória – invista em alecrim, hortelã, eucalipto e manjericão para manter o foco e a concentração. Basta 3 gotas em difusores ou sprays para obter resultados.

Relaxamento e sono – Lavanda é um óleo que não pode faltar na aromaterapia! Laranja e bergamota também ajudam no relaxamento e a tratar a insônia, pois acionam a serotonina, responsável por regular o humor, o sono, o apetite e a temperatura corporal. Três gotinhas de um desses óleos na fronha do travesseiro atuam muito bem- Tpm e menopausa – Os óleos essenciais de olíbano, gerânio e erva doce são bem femininos e ajudam a regular o organismo.

Relacionados