Dentista presa diz que deu receitas em branco para irmã emagrecer

A dentista presa por suspeita de integrar uma quadrilha que vendia medicamentos ilegais pela internet negou fazer parte do esquema e disse que dava receitas em branco para sua irmã de boa fé, para que ela pudesse comprar remédios para emagrecer. Dayane Medeiros Boechat, de 23 anos, foi levada pela polícia na última quinta-feira (29) em Registro, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo.

De acordo com o G1, o grupo vendia remédios como abortivos, ansiolíticos, estimulantes cerebrais, anabolizantes e inibidores de apetite. Os medicamentos eram enviados para todo o país por meio dos Correios.

Os investigadores acreditam que a irmã da dentista, Bruna Boechat, e seu marido, Paulo Jardel Cavalcante, eram responsáveis pela logística da quadrilha; um casal que morava em Foz do Iguaçu (PR) trabalhava como “fornecedor” e Dayane atuava como espécie de “consultora”. Todos estão presos.

Relacionados