SSP divulga os bairros que teve redução no primeiro semestre a roubos de veículos

Roubos de veículos tem redução de 14% no primeiro semestre de 2016

Os roubos a veículos em Salvador neste primeiro semestre do ano tiveram uma redução de 14% em relação ao mesmo período do ano passado. Dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), na tarde desta terça-feira (12), refletem uma diminuição mais expressiva na Área Integrada de Segurança Pública da Boca do Rio, formada pelos bairros da Boca do Rio, Pituaçu, Stiep, Costa Azul e Jardim Armação, com 34,2%.

De 1º de janeiro a 30 de junho de 2016 foram contabilizados 3.102 delitos contra 3.631 em 2015, uma diferença de 529 roubos a veículos. Só no mês de junho aconteceram 87 casos a menos do que em 2015, ou seja, -15,2% em comparação ao mesmo mês do último ano.

A Aisp/Nordeste de Amaralina, da qual fazem parte Chapada do Rio Vermelho, Santa Cruz, Nordeste, Vale das Pedrinhas e Amaralina e onde funcionam três Bases Comunitárias de Segurança (BCS), não houve registro de roubo de carros.

A ampliação das ações de prevenção e combate a esta modalidade criminosa, promovidas conjuntamente pelas policias Civil e Militar, contribuiu decisivamente para a redução de furtos e roubos de veículo e para inibir a atuação de receptadores e de ‘casas de desmanches’.

Os policiais costumam estudar os índices criminais e identificar horários e locais em que mais ocorrem a subtração de veículos, segundo afirmou o comandante da Operação Apolo, major PM André Pereira Borges, acrescentando que este tipo de crime ocorre principalmente durante a noite, entre 18 e 22 horas. “Após análise dos números, são montados Postos de Controle de Trânsitos (Pctran) em regiões estratégicas para abordar os veículos suspeitos”, explicou.

Pátio lotado

O carro recuperado é levado para a DRFRV, localizada na Avenida ACM, onde o dono tem até 72 horas para retirá-lo sem pagar multa. Veículos que ali permanecem por um prazo maior são encaminhados para um pátio no Centro Industrial de Aratu (CIA), próximo à 8ª Delegacia Territorial e, não resgatados após 90 dias, podem ser vendidos. No momento, segundo o delegado Amoedo Júnior, existem aproximadamente 800 veículos já disponíveis para que o Detran promova um leilão.

O cidadão que teve o veículo resgatado pode se dirigir à delegacia com o Certificado de Registro de Veículo (CRV), Boletim de Ocorrência (BO) e documento de identificação com foto para reavê-lo.

A Polícia Civil, através do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), convocou, na edição do último sábado (9) do Diário Oficial do Estado, 56 proprietários de carros furtados ou roubados recuperados, para reavê-los até o dia 19 de julho, terça-feira próxima. Mais detalhes no site: diarios.egba.ba.gov.br/html/DO09/DO_frm0.html.

Últimas Noticias