“Solução do problema fiscal do país passa pela retomada da atividade econômica”, defende Florence

Em análise na Comissão Especial, a Reforma da Previdência tem sido criticada por promover o desmonte do Sistema de Seguridade Social e por não apresentar uma alternativa para a crise macroeconômica do país. Durante a reunião deliberativa de hoje (26/06), o deputado federal Afonso Florence defendeu mecanismos para a retomada da atividade econômica e criticou pontos do relatório do Samuel Moreira (PSDB/SP), a exemplo da segregação dos itens do orçamento da Seguridade (Saúde, Assistência e Previdência) o que, na prática, desmonta o Sistema de Seguridade.

Florence criticou a destinação de recursos do FAT para cobertura do déficit do Regime Geral da Previdência Social (RGPS), extinguindo o “funding” do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) destinado a financiar o setor produtivo. Florence afirma que este dispositivo incluído pelo relator significa o reconhecimento de que a Reforma não resolve o déficit da previdência, e ainda, quebra o BNDES.

Segundo Florence, o déficit da Previdência, manifestado a partir de 2015, é resultado das escolhas macroeconômicas do governo Temer, que estão sendo aprofundadas pelo governo Bolsonaro.
“Estão erradas as premissas de que há déficit e de que a Reforma da Previdência – seja o texto do governo, seja o texto do relator – resolverá o problema fiscal do país. A solução passa pela retomada da atividade econômica. Tem que revogar a emenda constitucional 95, ser retomada uma política de investimento público, inclusive de crédito, para investimento em infraestrutura, investimentos de longo prazo”, defendeu Florence.

Durante sua intervenção, Afonso defendeu a criação, via PEC, de um Fundo Nacional para equilíbrio atuarial dos regimes próprios do governo central e dos governos estaduais, reunindo recursos tributários e não tributários.
“Quero fazer um apelo a Vossa Excelência para que suprima o artigo em que extingue o funding, suprime a destinação dos recursos do FAT, oriundos de PIS/PASEP, para o BNDES. Não haverá retomada da atividade econômica com a manutenção da emenda constitucional 95 e com a extinção do funding do Banco do Nordeste. Não sei de onde partiu essa ideia de atacar o BNDES, atacar a economia brasileira, atacar as empresas brasileiras que precisam de subsídio para investimento na atividade econômica”, criticou.

Para Florence, o fundo pode ser constituído por fontes tributárias e não tributárias estipuladas em regulamento. E, que os tributos recolhidos pelas empresas que captarem empréstimos juntos aos BNDES sejam uma destas fontes.

Ultimas Noticias

Vereadora Marcelle Moraes propõe iniciativa da Farmácia Solidária Pet

Com o objetivo de beneficiar protetores e simpatizantes da causa animal, a vereadora Marcelle Moraes (sem partido) vêm realizando juntamente com a ONG GEAMO,...

Caixa começa a pagar hoje décimo terceiro do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família começarão a receber nesta terça-feira (10) o abono natalino, equivalente ao décimo terceiro do benefício. Instituído pela Medida Provisória...

Repasses da Oi para filho de Lula são investigados pela Lava...

A 69ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã desta terça-feira (10/12) tem como objetivo aprofundar as investigações sobre repasses financeiros suspeitos, realizados por empresas...

Operação em Várzea Nova apreende drogas e prende suspeitos de tráfico

Maconha, cocaína, 178 pedras de crack, R$ 2, 250 mil, em espécie, uma balança de precisão e dez cartuchos calibres 20 e 9 mm...
Publicidade