Obras de macrodrenagem nos rios Ipitanga e Joanes avançam

Uma obra com concepção inovadora e que promete diminuir significativamente os alagamentos em Lauro de Freitas e alguns bairros de Salvador, melhorando a vida de 157 mil pessoas. É isso que o Governo do Estado vem realizando, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder), com o projeto de Macrodrenagem do Joanes-Ipitanga.

Enquanto as obras avançam, com investimento da ordem de R$ 170 milhões, oriundos do PAC II, do governo federal, as comunidades do entorno são acompanhadas pela equipe social da Conder e do Consórcio Ipitanga. Além de acompanhar as obras a partir de comissões, as famílias têm realizado cursos profissionalizantes e atividades culturais e de educação ambiental para garantir o desenvolvimento comunitário.

A macrodrenagem vai evitar as enchentes, que prejudicam os moradores do entorno dos rios em época de chuva. A ideia é reter a água em seis reservatórios com capacidade de quase 1,5 milhão de metros cúbicos, dando vazão à água de forma controlada e paulatina, sem causar alagamentos.

“Já tenho muito tempo trabalhando em obras civis, de esgotamento e de drenagem. Nunca tinha participado de um projeto dessa envergadura e com esse conceito de acumulação. É uma coisa nova e que, pelo que se vê em outros lugares e países, realmente funciona”, comenta o coordenador das obras de macrodrenagem da Conder, Jorge Lima.

Os reservatórios, com solo permeável, além de cumprirem a função de drenagem, também serão espaços de convívio e lazer para a população. Nas cotas mais altas e menos sujeitas aos alagamentos temporários, serão instalados equipamentos como quadras, ciclovia e pistas de patinação, entre outros.

Segundo trecho

No segundo trecho da intervenção, a partir da segunda ponte da Estrada do Coco, vai haver desassoreamento da calha do Joanes-Ipitanga, para garantir que as águas cheguem ao mar sem obstáculos. Em paralelo, serão construídos nove canais que ajudarão os córregos afluentes a drenarem de forma mais eficiente as águas da chuva para os reservatórios.

A entrega de três reservatórios e três canais está prevista para o início de 2020. “Quando todo o sistema estiver funcionando, teremos mais controle das águas das chuvas que atingem as áreas mais densamente povoadas. Então os alagamentos devem reduzir significativamente”, avalia Jorge Lima.

O coordenador também pontua que, para cumprir a contento a função, a intervenção precisa que a calha esteja sempre desobstruída, com atenção especial a algumas pontes e adutoras da Embasa que podem barrar o fluxo de água. Por isso, a parceria com a prefeitura de Lauro de Freitas é fundamental, já que o poder público municipal será o responsável pela manutenção, após a entrega da obra.

Projeto Técnico Social

Enquanto os benefícios da intervenção não chegam, as famílias das comunidades do entorno têm sido envolvidas em uma série de atividades que procuram mobilizar e comunicar os moradores sobre as obras e seu andamento, além de fortalecer a organização comunitária, a educação ambiental e geração de renda. Na quarta (18), por exemplo, foi concluído um curso de formação de 40 horas de técnicas de grafite, voltado a jovens e crianças. Na quinta-feira (19), um curso de especialização para manicures.

Moradora do Jardim das Margaridas, Julia Santos, 12 anos, é uma das beneficiárias. Ela participou as oficinas de grafite para aprimorar suas técnicas de desenho. “Aprendi mais sobre sombreamento, como fazer as letras e usar o spray. Com esse aprimoramento, mais para a frente, talvez eu consiga ganhar dinheiro”. Já Pablo Albuquerque Cruz, de 13 anos, aponta que vai sentir orgulho quando passar no local onde pintaram um painel com a temática ‘Meio Ambiente’.

Joelson Ferreira, 39, mobilizador do curso e integrante da cena hip hop de Lauro de Freitas, ressalta o valor da arte educação. “É de fundamental importância porque pode transformar a vida das pessoas. Esses meninos começam a ter mais noção de artes plásticas e da cultura hip hop e poderão investir nisso”, explica.

Para o mês de outubro estão previstas oficinas sobre coleta seletiva, amarração de turbantes e maquiagem para pele negra, além de uma palestra sobre qualificação profissional voltada para jovens que buscam o primeiro emprego. Outras informações podem ser obtidas no escritório social do projeto, na Rua Valentina dos Santos, Quadra E, N° 1, em Itinga, Lauro de Freitas, ou pelo telefone 3252-2171. A equipe do setor social da Conder também está disponível no local.

Ultimas Noticias

Polícia recupera em Rio Real carga avaliada em mais R$ 600...

Uma carga avaliada em mais de R$ 600 mil, roubada no município de Rio Real, foi recuperada, na quarta-feira (16), por investigadores da Delegacia...

Carolino busca ajuda emergencial para pescadores de Salvador

O ressarcimento dos prejuízos causados pelo rápido avanço da mancha de óleo sobre várias praias de Salvador será a pauta de audiência solicitada pelo...

Governo libera orçamento de universidades federais

O Ministério da Educação anunciou hoje (18) o descontingenciamento do orçamento das universidades federais, que foi possível a partir de um remanejamento do orçamento...

Dulce dos Pobres: festa da Canonização contará com 700 policiais e...

Cerca de 700 policiais e bombeiros vão atuar durante a celebração da canonização de Irmã Dulce, a Santa Dulce dos Pobres, neste domingo (20),...
Publicidade