Caetano chama Elinaldo de “medroso” e diz que eventos religiosos em Camaçari vão retornar

Condenado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) por ter realizado eventos religiosos, entre 2009 e 2012, sem licitação, o ex-prefeito Luiz Caetano (PT) afirmou em conversa com o Informe Baiano, neste sábado (28/09), dia do 261º aniversário de emancipação político de Camaçari, que “não tem nenhum crime contra isso”.

“O juiz achou que era crime e ele está errado. Eu vou provar que ele está errado. Isso é abuso de autoridade. Nós vamos ganhar as eleições e vai voltar para Camaçari todos os eventos’, prometeu Caetano, que ainda criticou o atual gestor do município.

“Elinaldo não faz porque é covarde, é medroso e traiu o povo”, opinou o ex-prefeito de Camaçari.

“Todo mundo sabe que o estado é laico. Em Camaçari, os vereadores aprovaram um projeto de lei construindo um calendário de eventos, que incluem o Dia da Bíblia, a Marcha para Jesus, entre outros. Eu apoiei e eu vou apoiar de novo. Porque apoiei? Porque também fiz a Lavagem de Arembepe, a Lavagem de Monte Gordo, a festa do padroeiro da cidade”, concluiu o petista.

Os eventos promovidos pelo Conselho de Ministros Evangélicos de Camaçari (Comec), que são o Congresso da Juventude Evangélica de Camaçari (Conjuec), a Marcha Para Jesus e o Dia da Bíblia, receberam um investimento público do município no valor de R$ 1.498.000,00. As contratações se caracterizaram, no entendimento da Corte, despesas públicas ilegais e totalmente desprovidas de interesse público.

Tiros e duplo homicídio em Vera Cruz

Dois homens foram mortos na tarde deste domingo (29/11), na cidade de Vera Cruz, região metropolitana de Salvador. A ocorrência foi por volta das 13h, na Rua...

Pela primeira vez, PT perde em todas as capitais

O PT termina as eleições 2020 como uma legenda de menor potencial e pela primeira vez fica sem administrar uma capital brasileira. A esperança da legenda era...