Justiça mantém condenação a motorista de Cristiano Araújo

A 1ª Câmara Criminal do TJ-GO (Tribunal de Justiça do Estado de Goiás) manteve a condenação do motorista Ronaldo Miranda por homicídio culposo (sem a intenção de matar) pelas mortes do cantor sertanejo Cristiano Araújo, e de sua namorada, Allana Coelho Pinto de Moraes.

A Justiça também manteve a pena de 2 anos, 7 meses e 15 dias de prisão, convertida em prestação de serviços comunitários. Além disso, ele deverá pagar dez salários-mínimos a uma entidade social, que será escolhida pela Vara de Execução Penal, e indenização de R$ 25 mil às famílias das vítimas.

O relator foi o desembargador Itaney Francisco Campos, que teve o voto seguido por unanimidade pelos outros magistrados.

No dia 24 de junho de 2015, a Range Rover em que o casal estava capotou na BR-153, no km 614, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina, em Goiás. Miranda dirigia o veículo e foi indiciado por duplo homicídio culposo.

Para o desembargador Campos, o motorista agiu de forma “imprudente, negligente e imperita” ao conduzir o veículo muito acima da velocidade permitida na via, a 179 km/h, quando o pneu estourou -o limite de velocidade era 110 km/h.

Além disso, magistrado pontuou que Miranda estava ciente dos problemas nos pneus e rodas do carro, uma vez que as originais, de aro 21, foram substituídos pelas de aro 22, numa instalação precária.

Testemunhas ouvidas afirmaram que chegaram a falar para o motorista que havia problema nos bicos de ar originais, que não foram recolados devidamente -fato comprovado pela perícia posterior.

Em janeiro de 2018, Ronaldo foi condenado em primeira instância pela juíza Patrícia Machado Carrijo, da 2ª Vara de Morrinhos. O réu recorreu e, em sua defesa, alegou que a morte foi culpa exclusiva das vítimas, que não estavam usando cinto de segurança.

Para o desembargador Campos, no entanto, a tese não se justifica. “Se o apelante não tivesse perdido o domínio da direção do veículo, dando causa ao incidente mortífero, as vítimas teriam chegado ilesas em Goiânia.”

CARREIRA

Natural de Goiás, Cristiano Araújo nasceu em 24 de janeiro de 1986 e sempre esteve ligado à música sertaneja, influenciado pelos bisavós, avós, pais e tios sempre estiveram no meio da música. Aos seis anos, Cristiano ganhou de seus pais, João Reis Araújo e Zenaide Melo, seu primeiro violão. Além de Cristiano, o casal tem mais dois filhos: Ana Cristina Melo Araújo e Felipe Araújo. Cristiano Araújo deixa dois filhos, João Gabriel e Bernardo.

Com nove anos, o cantor começou a participar de festivais e eventos e a compor suas próprias canções. Quatro anos depois, ele gravou seu primeiro CD com cinco músicas para participar do Festival do Faustão, no programa “Domingão do Faustão”, na TV Globo. No concurso, Cristiano ficou entre os seis melhores da região Centro-Oeste e, como prêmio, gravou uma faixa no CD Jovens Talentos, lançado pela Som Livre.

Aos 17 anos, deixou a carreira solo e formou uma dupla sertaneja, que durou aproximadamente seis anos. Em 2010, Cristiano voltou a carreira solo e no ano seguinte gravou a música “Efeitos’, que se tornou um grande sucesso com mais de 5 milhões de acesso no YouTube.

Em 2012, lançou o álbum “Cristiano Araújo – ao vivo em Goiânia”, que trouxe participações especiais de Bruno e Marrone, na faixa “Bara Bara”, Hugo Henrique, em “Delírios de amar”, e Israel e Rodolffo, em “Na minha mente”. Em 2014, lançou mais um DVD, “In the Cities – Ao Vivo em Cuiabá”, pela Som Livre.

Última semana para inscrições do Fazcultura 2020

As inscrições para propostas culturais a serem apoiadas pelo Programa Estadual de Incentivo ao Patrocínio Cultural (Fazcultura) será encerrada na próxima terça-feira (1º). As inscrições podem ser...

Iza aposta em look de R$ 13 mil em nova fase do ‘The Voice’

A noite dessa terça-feira (24) ficou marcada pela nova fase do programa ‘The Voice Brasil’, sendo o primeiro que foi apresentado ao vivo. Para a ocasião mais...

Daniel Rios pede inclusão de músicos regionais no Festival da Virada

O vereador Daniel Rios (Patriota) alertou a gestão de Salvador sobre a perda da oportunidade de ajudar artistas e bandas locais. O legislador e músico refere-se ao...

Vídeo: Cantora gospel é agredida pelo marido em pleno shopping

O cantor gospel Juninho Black publicou em sua conta do Instagram um vídeo onde mostra sua irmã, a cantora Quesia Freitas, sendo agredida pelo marido, Bruno Feital,...