Detentos tentam fugir do Conjunto Penal de Feira de Santana

Policiais Penais que estavam de plantão frustraram a tentativa de fuga; Sinspeb destaca a necessidade de investimento tecnológico e abertura de Concurso Público para ampliar o efetivo

Na madrugada desta segunda-feira(30), cinco detentos tentaram fugir do Conjunto Penal de Feira de Santana, maior unidade prisional do Estado. De acordo com o Sindicato dos Servidores Penitenciários (Sinspeb), o Conjunto Penal possui apenas 20 Policiais Penais por plantão para um quantitativo de 1.788 presos, distribuídos em 11 pavilhões masculinos,1 mine-presídio e1 pavilhão feminino.

O presidente do Sinspeb, Reivon Pimentel, destaca que com a suspensão das visitas dos familiares e com o risco de contaminação pelo coronavírus os presídios vão ficar “mais tensos” e e esse quadro vai aumentar a probabilidade de fugas.
” Os Policiais Penais precisam agora redobrar a atenção na medida em que as unidades estão mais tensas”, frisa Pimentel.

O sindicalista cobra do Governo do Estado maior investimento em equipamentos tecnológicos que são indispensáveis à vigilância do sistema prisional como o monitoramento por câmera e bloqueadores de celulares que tem a função de impedir a comunicação dos apenados com o mundo exterior.

O presidente do Sinspeb ressalta a necessidade de abertura de Concurso Público para ampliar o quadro de Policiais Penais e de Servidores Penitenciários que atuam nos presídios baianos. “Temos uma quantidade ínfima de servidores que trabalham no presídios do Estado. Precisamos reforçar e ampliar o nosso efetivo em caráter de urgência”, reivindica Reivon Pimentel.

Últimas Noticias