Policial morto em Riacho de Santana gravou áudio e estava sendo perseguido por comandantes e políticos

O soldado da Polícia Militar Derwal, lotado na 38ª Companhia Independente, tirou a própria vida na manhã deste sábado (02/05), em Riacho de Santana, distante cerca de 714 quilômetros de Salvador. Em um áudio que circula nas redes sociais, Cacá, como também era conhecido, relata que estava sendo perseguido por um coronel e um sargento que comandam a unidade local há mais de 10 anos. Ele afirma ainda que havia sido transferido para o pelotão de Bom Jesus da Lapa sem nenhuma justificativa. Escute abaixo!

O soldado foi encontrado com um tiro na cabeça na entrada da CIPM de Bom Jesus da Lapa e a notícia foi recebida com indignação pelos moradores do município. Coordenador geral da Aspra, o deputado estadual soldado Prisco, disse ao Informe Baiano que na semana passada, a equipe jurídica da Entidade preparava ação judicial contra remoção do militar do município.

Conforme explica o parlamentar, Cacá dizia que, a pedido do prefeito da cidade, o comandante da unidade, coronel Normania e o sargento Manoel Manelão, eram responsáveis pela transferência, seguindo o pedido do prefeito da cidade. “Ele dizia que todos faziam parte de uma quadrilha em Riacho de Santana e ele era contra por ser um policial honesto”, explicou Prisco.

“Eu estou divulgando os áudios que recebi dele falando que vinha sendo perseguido pelo prefeito, coronel Normania e sargento Manoel. Me pediu ajuda e não tivemos tempo de o ajudar. Soldado Derwal era um policial exemplar, uma grande perda para a PMBA. Há quinze anos na mesma unidade, sem queixas dos comandantes, foi removida sem sequer uma explicação dos seus superiores. É assim que nosso guerreiros são tratados na PMBA”, reclamou. Policial deixa esposa e filhos.

O parlamentar ainda defende que o governador Rui Costa determine uma investigação rigorosa, no sentido de apurar o que estaria acontecendo de criminoso na unidade, além das denúncias de possíveis irregularidades praticadas pelo coronel Normania e sargento Manelão.

Em nota enviada ao Informe Baiano, o Comando da Polícia Militar informou que determinou a apuração do caso.

Comando da PM determina apuração das denúncias de policial morto em Riacho de Santana

Primeira cirurgia gravada em 360º no Brasil é de hospital baiano da Rede Ebserh

O Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hupes/UFBA), ligado à...

Morre Francisco Camargo, pai dos sertanejos Zezé e Luciano

Na manhã desta terça-feira (24), morreu o pai de...

Motorista de aplicativo é atacado por traficantes em Plataforma

Dois traficantes tentaram parar um motorista de aplicativo que...