Bolsonaro compartilhou fake news sobre políticos baianos e Hospital Espanhol para Sergio Moro

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma fake news sobre o Governo da Bahia para o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. A mensagem teria sido encaminhada no dia 22 de abril e é referente ao Hospital Espanhol, que foi reativado para integrar a estrutura de combate ao novo coronavírus no estado.

“Hospital Espanhol, em Salvador, é reativado pelo governador Rui Costa, teve sua ‘administração’ entregue gratuitamente e sem licitação ao INTS – Instituto Nacional de Tecnologia da Saúde. Agora você sabe a quem pertence este INTS? É do filho do Senador Oto Alencar! As refeições do hospital serão fornecidas pela empresa de quem? Do Senado Ângelo Coronel a um preço 6 vezes mais caro que o normal. Uma médica amiga participou de uma reunião na Sesab (secretaria de saúde do Estado da Bahia) sobre a implementação dos leitos de diálise e o secretário Fábio Dantas disse a ela, com toda a arrogância, ‘dinheiro não é problema , nós temos 230 milhões para gastar com o covid! Vamos gastar! O Covid não vai acabar nuncaaaaaa!!!” (sic), diz a mensagem repassada por Bolsonaro.

O deputado federal Otto Filho (PSD), na época, negou ter qualquer vinculação com a instituição que administra a unidade. O senador Otto Alencar, pai do parlamentar, também reafirmou que nenhum familiar tem relação com a entidade . Ambos pediram a abertura de uma investigação e um processo nas esferas civil e criminal.

Presidente da CPMI das Fakes News, o senador Angel Coronel disse que entrará na Justiça com base na lei do abuso de autoridade, em seu artigo 28, contra o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro Sergio Moro.

“Fiquei perplexo com as fake news divulgadas envolvendo meu nome e de outros políticos que foram repassadas por Bolsonaro ao então ministro Sergio Moro. O presidente tem que declinar o nome da amiga que lhe enviou a mensagem para que sofra os rigores da lei. Fica patente o intuito do Presidente da República de não só investigar, mas também perseguir e amedrontar adversários”, lamentou Angelo Coronel.

O governador Rui Costa (PT) também se pronunciou sobre o caso. “Lamentável um presidente compartilhar e enviar notícia falsa a um ministro da Justiça. Esse fato pode ajudar no inquérito aberto pelo STF e na CPI das #fakenews do Congresso, que buscam identificar e punir os responsáveis pelo esquema criminoso de divulgar mentiras e calúnias”, sugeriu o petista em postagem nas redes sociais.

Mulheres que atacaram 9 supermercados em Remanso são presas

Investigadores da Delegacia Territorial (DT/Remanso) prenderam, na sexta-feira (14), duas mulheres suspeitas de furtos em, pelo menos, nove estabelecimentos comerciais da cidade. Uma delas foi flagrada dentro...

Estudo investiga como começa e evolui o câncer de esôfago

Estudo inédito internacional sobre alterações epigenéticas de pacientes com câncer de esôfago constatou que os pacientes analisados, originários de diferentes regiões do mundo com alta incidência desse...

Cristo recebe iluminação para incentiva a vacinação contra a covid-19

O monumento do Cristo Redentor no Rio de Janeiro recebe, neste sábado (15), iluminação especial promovida pelo Movimento Unidos Pela Vacina. A ação, que acontecerá entre...

Homem matou vítimas a facadas e incendiou corpos

Suspeito de praticar dois homicídios, sendo um deles nesta última segunda-feira (10), foi preso na manhã desta sexta-feira (14), por policiais da Delegacia Territorial de Paulo Afonso,...