Parlamentares defendem suspensão de despejos e reintegrações de posse durante pandemia de COVID-19

Essencial para garantir o direito ao isolamento social a famílias em vulnerabilidade, a suspensão de ordens de despejo e de reintegrações de posse é objeto de projetos de lei (PL nº1975/20, apensado ao PL 827/2020) que tramita na Câmara dos Deputados. A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Reforma Urbana e dos Movimentos de Luta por Moradia divulgou nota nesta quinta-feira (09/07) pela aprovação das proposições que asseguram que as pessoas não sejam despejadas durante a vigência do decreto de calamidade pública. Os parlamentares defendem ainda a derrubada, pelo Congresso Nacional, do veto presidencial ao Artigo 9 do Projeto de Lei nº 1179/2020, que impedia ações de despejo durante a pandemia.

Para os integrantes da Frente, a manutenção dos despejos é um contrassenso, que segue no sentido contrário às medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde para conter o avanço do novo coronavírus. “É inaceitável que em plena pandemia continue acontecendo remoções, despejos e reintegrações de posse por todo o País, afetando o povo mais pobre, especialmente os moradores de cortiços, favelas, bairros precários, periferias e assentamentos informais, colocando nas ruas milhares de famílias, quando a recomendação é ficar em casa. Como ficar em casa se não tem casa? Como ficar em casa se o próprio Estado que deveria garantir direitos, age em prol dos despejos?”, questiona trecho da nota.

Integrante da Frente, o deputado federal Afonso Florence (PT-BA) defende que os projetos sejam colocados em votação o quanto antes. “Execução de despejos no período da pandemia é aumentar ainda mais a exclusão social. É urgente aprovar o PL 1975 e o PL 827, e derrubar o veto presidencial ao Artigo 9 do Projeto de Lei nº 1179/2020”, defendeu.

Nesse cenário de incertezas, os movimentos de luta por moradia também temem o possível fim das políticas habitacionais para a população de baixa renda. Segundo declarações do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, que circulam na imprensa, o governo Bolsonaro pretende acabar com o Minha Casa, Minha Vida, que será substituído por um programa voltado à regularização fundiária e ao financiamento de reformas de moradias com baixos juros.

Tiros na Vila de Praia do Forte e jovem é morto

Um homem de 28 anos foi assassinado no município de Mata de São João, dentro da Vila de Praia do Forte, um dos principais pontos turísticos da...

Mulher flagrada em Vitória da Conquista ao transportar 26kg de drogas

Uma mulher de 20 anos foi presa pela Polícia Rodoviária Federal ontem (25), após ser flagrada transportando 26 tabletes de maconha. A abordagem foi registrada na BR...

Mais de 200 quilos de maconha prensada em Itabuna

Na manhã de quinta-feira (26/11), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em apoio a Polícia Civil através da 6ª COORPIN, em Itabuna, apreendeu 203 kg de maconha prensada....

Briga em bar termina com pai, filho e mais uma pessoa esfaqueados no oeste baiano

Uma briga em um bar terminou com três homens esfaqueado no início da noite de quinta-feira (26/11), no bairro Santa Cruz, em Luís Eduardo Magalhães, no oeste...