“Nem todo mundo é vagabundo”, diz moradora do Calabar durante protesto contra ação da PM

“Nem todo mundo é vagabundo. A manifestação é devido a abordagem dos policiais que estão entrando na comunidade dando tiros. Aqui não é manifestação de traficante, não. Eles podem e devem entrar na comunidade, mas tem que olhar que tem pessoas de bem também”, disse uma moradora do Calabar, em entrevista ao Informe Baiano, nesta segunda-feira (24/08), enquanto participava de um protesto no bairro de Ondina.

Os manifestantes acusam uma guarnição da 41a CIPM de tratar “pessoas de bem como traficantes”.

“Estão generalizando, sim. Não querem nem saber se tem crianças e trabalhadores na rua. Já vão logo xingando as mulheres e batendo. Todo mundo é bandido? Eles também vieram da favela. Então eles são bandidos também? O que é isso? Aí querem respeito e apoio? Desse jeito? A nossa manifestação é somente pedindo paz e que eles respeitem a gente, pois na comunidade tem pessoas de paz. Só queremos que escutem a gente”, desabafou a dona de casa.

Na noite de sábado (23/08), uma investida contra o tráfico na localidade do Camarão resultou em tiros e mais de 90 pinos de cocaína apreendidos. Algumas pessoas chegaram a cercar a guarnição, que conseguiu conduzir o acusado para a Central de Flagrantes.

Tiros e apreensão de cocaína no Calabar