Salvador: prefeitura e Instituto Carlinhos Brown firmam acordo sobre o Pilar

A Prefeitura de Salvador, por meio da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), e o Instituto Carlinhos Brown assinaram um o acordo de cooperação técnica para criação do Projeto Pilar. A parceria tem por objetivo incrementar um conjunto de ações – urbanísticas, culturais, educacionais, econômicas e de incentivo ao uso habitacional – voltadas para o desenvolvimento sustentável do bairro histórico. O alinhamento entre as duas instituições está no entendimento que projetos dessa natureza só têm êxito quando há participação social.

No Acordo de Cooperação Técnica Projeto Pilar, a FMLF e o instituto presidido pelo músico baiano se comprometem a apresentar, no prazo de 60 dias, o plano de ação que será elaborado conjuntamente, considerando suas respectivas atribuições. Entre as competências da FMLF estão o desenvolvimento do plano urbanístico e projetos habitacionais sustentáveis e a elaboração do cadastro socioeconômico dos moradores de imóveis no Pilar.

A presidente da FMLF, Tânia Scofield, explica que essa iniciativa tem papel preponderante no resgate da identidade do Pilar, território inserido no Centro Antigo de Salvador. “Esse acordo é importante para que os atores locais se envolvam e participem efetivamente da elaboração do plano para a melhoria da qualidade de vida de quem mora, trabalha e vive esse território”, observa.

Mais dignidade – Para Carlinhos Brown, “este movimento possibilitará a criação de condições habitáveis e confortáveis, gerando muitas conseqüências positivas, além do cuidado com o patrimônio material, diminuição da violência e a possibilidade das pessoas viverem com mais dignidade”.

Carlinhos Brown ressalta ainda que a área do Pilar apresenta duas questões bastante significativas: a edificação da força da cultura espanhola na Bahia e o abandono que essa área sofreu durante muitos anos. “É um lugar que chamo de cidade média, por estar entre as cidades Alta e Baixa. O Pilar e seu entorno clamam por melhorias há muito tempo. Então, essa parceria reforça a possibilidade de revermos as posturas de abandono e agirmos concretamente para o desenvolvimento sustentável dessa área, que é uma grande entrada para o Pelourinho”.

Desenvolvimento artístico – Ao Instituto Carlinhos Brown compete, dentro do projeto, liderar ações socioeducativas e culturais junto à população, classe artística e empresários do setor, entre outras. “Pela experiência que também adquiri por ter me tornado um empreendedor do bairro, com o espaço cultural Museu Du Ritmo, que funciona aos pés do Pilar, entendo e acredito que um projeto sociocultural só avança se a nossa escuta for precisa”, pontua Brown.

Testagem para novo coronavírus atende comunidade escolar nos bairros da Liberdade e Caixa D’Água

O Governo do Estado continua realizando o processo de testagem para o novo coronavírus nas escolas estaduais localizadas no bairro da Liberdade e região. Nesta quinta-feira (22),...

MP recomenda que agências bancárias de Feira de Santana aceitem abertura de conta dos partidos políticos

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da promotora de Justiça Luciana Machado dos Santos Maia, recomendou aos gerentes das agências bancárias situadas na 154ª Zona Eleitoral...