“A distorção venceu o debate”, diz Luiza Maia sobre retirada de ‘gênero’ do PEE

“Nós mulheres perdemos essa batalha, mas a luta continua”. A deputada Luiza Maia (PT) lamentou a aprovação de modificações no texto do Plano Estadual de Educação, que retirou os termos “gênero” e “sexualidade”, durante a reunião conjunta das Comissões de Educação, Direitos Humanos e Constituição e Justiça, que começou às 9h e terminou às 19h desta terça-feira (03).

“Tivemos uma longa discussão, qualificada e por horas acalorada, devido à intolerância, desrespeito e equívocos protagonizados pelo conservadorismo. Infelizmente a distorção venceu o debate. O termo ‘gênero’ não faz ‘apologia à homossexualidade’, mas prevê uma educação inclusiva e isso significa respeito às diferenças e à nossa Constituição Federal”, disse Luiza Maia.

Durante o longo do dia especialistas debateram, favoráveis e contrários à proposta, e o relator deputado Bira Coroa apresentou parecer rejeitando a emenda que propunha a supressão dos termos.

Depois, após acordo entre os líderes das duas bancadas, de governo e de oposição, um novo parecer foi proposto e aprovado sob protestos de alguns parlamentares da base. O Plano será votado nesta quarta-feira  (04), no plenário.

Fotos: ASCOM Luiza Maia

Plano educacao1 Plano educacao2 Plano educacao3

Últimas Noticias

FGV: confiança do consumidor volta a subir após dois meses em queda

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 1 ponto de setembro para...