Ativista dos direitos humanos recebe Medalha Thomé de Souza

O professor da Universidade Estadual da Bahia e ativista na luta pelos Direitos Humanos, José Cláudio Rocha, recebeu, na noite desta quinta-feira (17), a Medalha Tomé de Souza, em sessão solene, no Plenário Cosme de Farias, promovida pelo vereador Hélio Ferreira (PCdoB).

O legislador destacou o “importante trabalho” desenvolvido pelo professor. “Diante da trajetória deste profissional, que se dedicou por décadas em uma área essencial à vida da população de Salvador, Bahia e Brasil, e pela atuação como líder de uma causa essencial no cotidiano da vida social e cultural, é um justo reconhecimento conceder esta condecoração”, justificou Hélio Ferreira.

Coordenador Geral do Centro de Referência em Desenvolvimento e Humanidades (CRDH) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), José Cláudio foi conduzido ao plenário pela mãe, Dávia Francisca da Silva Rocha, e pelas filhas, Sofia Freitas Rocha e Beatriz Freitas Rocha. O professor se demonstrou honrado por receber o título na Câmara de Salvador. “É um momento de muita alegria para mim receber esse reconhecimento. A medalha não é só minha. É fruto de um trabalho de toda uma equipe, que luta pelos direitos humanos, por uma sociedade mais justa e igual para todos”, declarou José Cláudio Rocha. A vereadora Marta Rodrigues (PT) presidiu interinamente a sessão especial no momento do discurso de Hélio Ferreira. “É uma homenagem muito justa e merecida”, parabenizou.

Também fizeram parte da mesa: o presidente do Sindicato dos Bancários, Augusto Vasconcelos; o vice-reitor da UNEB, Marcelo Ávila; a pró-reitora de Ações Afirmativas da UNEB, Amélia Maraux; e o coordenador do Centro de Referência em Desenvolvimento e Humanidades, Luiz Carlos Rocha.
Os artistas Geovan Noronha, Ronaldo Bonfim e Ju Lourenço foram convidados para fazer apresentações musicais durante a sessão.

Direitos humanos

Nascido no bairro da Saúde, em Salvador, José Cláudio é de uma família de oito filhos. Sua trajetória no campo da educação começou ainda no Ensino Médio, quando participou do Centro Cívico do Colégio Estadual Doutor Eduardo Bizarria Mamede e do movimento estudantil nos bairros da Saúde e Nazaré.

Em 1983, aos 17 anos, foi aprovado na Universidade Federal da Bahia (UFBA) para o curso superior de Ciências Econômicas, ingressando em 1984. Na faculdade, sempre nutriu interesse pela teoria marxista e por estudos que tratavam sobre a realidade brasileira. Em 1988, Cláudio concluiu a graduação.

Na Associação de Advogados de Trabalhadores Rurais (AATR), o professor Claudio Rocha deu início a sua vocação para defensor dos direitos humanos, onde atuou como coordenador dos programas de educação jurídica popular, políticas públicas e cidadania. Nesta função, fez um combate profundo ao trabalho escravo na Bahia e no Brasil.

Como dirigente da AATR, fundou ainda o Fórum de Movimentos e Entidades de Direitos Humanos da Bahia (FEMDH), trabalhando pela articulação de políticas públicas, do Programa Universidade e Cidadania e do Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas.

Como membro do Conselho Estadual de Proteção aos Direitos Humanos e do Conselho Deliberativo do Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas, ambos da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, foi reconhecido por vários pesquisadores do Brasil e do mundo como um ativista fundamental na luta pela manutenção dos direitos humanos em todo o Brasil.

Ultimas Noticias

PF prende homem por compartilhar cenas de abuso sexual infantil

Agentes da Polícia Federal cumpriram na sexta-feira (23/08) mandado de busca e apreensão de homem que compartilhava arquivos com cenas de abuso sexual de...

Mais de 1,7 tonelada de maconha apreendida em oito dias

Mais de 1,7 tonelada de maconha apreendida. Esse foi o saldo das ações desenvolvidas pelas forças de segurança de sexta (16) até sexta-feira...

País desenvolve tecnologia para lavouras mais resistentes ao calor

Contornar os efeitos do calor na lavoura tem ocupado os pesquisadores da Embrapa no desenvolvimento de técnicas de plantio, manejo e novas cultivares que...

Último adeus! Motorista de ônibus escolar é homenageado com caixão temático

Os moradores da comunidade de Wilson County, em Tennessee, nos Estados Unidos, resolveram homenagear uma figura muito querida após a sua morte. David Wright,...
Publicidade