OPINIÃO: Bahia de Doriva mostra evolução, mas precisa de mais

A vitória do Bahia diante do Fortaleza, por 2 a 1, na quarta-feira, no Ceará, mostrou que o time treinado por Doriva teve uma boa evolução ao longo deste começo de temporada. Ainda que nem tudo seja flores, é nítido que o posicionamento com 4 defensores, 2 volantes, 1 meia e 3 atacantes. Destaque na partida, o meia Juninho, autor de dois gols, ocupa bem o espaço a ele destinado, atrás do trio de ataque e com liberdade para flutuar pelos lados.  A presença de Tiago Ribeiro também dá ânimo ao torcedor. Para a Série B, a presença do jogador ao lado de Hernane, que se recupera de uma grave lesão, deve qualificar bastante o ataque.

As laterais, que nos últimos anos têm dado dor de cabeça aos tricolores, pode ser um dos problemas com os dias contados. Ao menos, essa é a impressão deixada por João Paulo Gomes. Na direita, Hayner ainda mostra vulnerabilidade, assim como a defesa, exposta em alguns momentos. De volta ao Brasil, Lucas Fonseca é presença garantida, mas o titular Eder precisa mostrar que é mais do que “mais uma promessa da base”. Por outro lado, Feijão tem sido uma grata surpresa. No melhor estilo destruidor de jogadas rivais, o volante tem mostrado uma enorme evolução no passe e na saída de bola, requisitos que podem contar como diferencial para uma futura briga por posição no meio campo.

Após o triunfo no Castelão, o Bahia pode até perder para o Fortaleza, no domingo, em Salvador, por 1 a 0 – caso o time cearense vença pelo mesmo placar, a decisão será por pênaltis. Triunfo cearense por mais de 2 gols ou por qualquer placar desde que marcando mais de 3 gols dá vaga ao Fortaleza. Com a vitória de quarta-feira, o Bahia é o favorito para avançar para as semifinais da competição regional. Com a faca e o queijo nas mãos no domingo, a expectativa é por mais uma apresentação de evolução dos comandados de Doriva. Troféus serão importantes, mas o que o Bahia não pode tirar de vista em 2016 é o aceso para a Série A do Campeonato Brasileiro, e para isso, é preciso chegar forte no começo do Campeonato.

Eric LuisEric Luis Carvalho
É jornalista. Com passagens pela Tribuna da Bahia e GloboEsporte.com, participou da cobertura das Copas da Confederações e do Mundo.

Últimas Noticias