ABSURDO! Estabelecimento em Cosme de Farias armazenava produtos em meio a fezes de ratos e baratas

A proprietária da loja de frios Maria Maria Produtos para lanchonete, que funcionava no bairro de Cosme de Farias, foi presa em flagrante, nesta segunda-feira (20), durante operação conjunta da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon) e da Vigilância Sanitária (Visa), que apreendeu 250 quilos de produtos que apresentavam validade vencida, ausência de informações sobre o fabricante e armazenados em meio a fezes de ratos e baratas.

Maria da Conceição Nascimento Brito foi autuada pela delegada Idalina Otero, titular da Decon, por exposição à venda de produto impróprio ao consumo e pode pegar até cinco anos de prisão. Uma denúncia anônima encaminhada à Visa informava que o estabelecimento comercializava queijos fabricados clandestinamente e vários clientes teriam passado mal depois de consumir o produto.

Na delegacia, Maria da Conceição alegou que adquiria o queijo apreendido de um homem que o comercializa de porta em porta, naquela região, mas alegou não saber a procedência do material e nem se o queijo havia passado por inspeção sanitária durante a fabricação. Outros produtos encontrados no local, como mortadela e presunto, estavam com a validade vencida desde os meses de março e maio.

A Visa interditou o estabelecimento e solicitou à Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) o descarte do material apreendido. A delegada Idalina Otero alerta para os riscos de se consumir produtos cuja origem seja desconhecida, o que pode ocasionar danos a saúde dos clientes, e no caso dos proprietários de estabelecimentos, comercializá-los pode resultar em processos criminais. A delegada agora quer localizar e identificar o fornecedor de laticínios.

IMG-20160621-WA009-1 IMG-20160621-WA008 IMG-20160621-WA007 IMG-20160621-WA006 IMG-20160621-WA003 IMG-20160621-WA002 IMG-20160621-WA001 IMG-20160621-WA000

Últimas Noticias