Prefeitura inicia Morar Melhor em comunidade carente na Barra

Era só chover em Salvador que a cuidadora de crianças Ana Paula das Graças, 39 anos, ficava atenta para livrar os móveis de casa da água que escorria pela parede e pelo telhado. Hoje, com o sorriso no rosto, comemora o fato de a residência, situada na Roça da Sabina, na Barra, ter ganhado reboco, telhado, pintura e até nova instalação elétrica. Tudo isso gratuitamente através do programa Morar Melhor. Na manhã desta sexta-feira (30), o prefeito ACM Neto esteve na localidade para autorizar a reforma de 190 casas da região, acrescendo em 40 o número de unidades inicialmente previstas no projeto.

“Desde 2013, quando assumi o primeiro mandato, não tive dúvidas que a prioridade era destinar recursos às áreas mais pobres, aos programas sociais e para os mais precisam. Por isso, quatro, cinco vezes por semana estou nas ruas olhando de perto os problemas, conversando e ouvindo a vontade dos moradores de Salvador. Foi nesse exercício de ouvir que surgiu o Morar Melhor, um programa que a gente melhora a vida das pessoas sem que elas sejam obrigadas a sair de onde moram”, disse o prefeito.

Durante assinatura da ordem de serviço, o prefeito aproveitou para anunciar outras novidades à comunidade. A região será contemplada com o Casa Legal, programa de regularização habitacional, e com uma academia de ginástica. Estiveram presentes também na cerimônia o secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Almir Melo, vereadores, gestores, lideranças comunitárias e a prefeita-mirim Fabiana Pina.

A Roça da Sabina é a 22ª localidade beneficiada pelo Morar Melhor esse ano. Desenvolvido por meio da Seinfra, o programa já passou pelos bairros de Alto de Coutos, Castelo Branco, Ribeira (Mangueira), Sete de Abril, Boa Vista de São Caetano, Cosme de Farias, Fazenda Coutos III, Arenoso, Itinga, Daniel Lisboa, Rio Sena, Fazenda Grande do Retiro, Cajazeiras VI, Paripe, Pero Vaz, Caixa D’Água, Engenho Velho de Brotas, Engenho Velho da Federação e Brotas (Pirangi).

Desde o início da ação, em 2015, cerca de 21.354 casas foram reformadas em mais de 80 localidades. A meta é promover as melhorias em 40 mil moradias até 2020.

Relacionados