Detento é executado por colegas na cela da delegacia de Itinga

Em nota enviada ao Informe Baiano nesta terça (03), a Polícia Civil confirmou o assassinato de um preso dentro da cela da delegacia de Itinga.

De acordo com o comunicado, a delegada Elaine Laranjeira, titular da 27ª Delegacia Territorial (DT), de Itinga, autuou em flagrante por homicídio, 21 dos presos que estavam custodiados na cela da unidade policial, onde o preso Osias Santos de Oliveira foi espancado até a morte, no sábado (1º). A delegada apurou que os companheiros de cela de Osias decidiram espancá-lo depois de que outro preso o acusou de ter estuprado a mulher de um idoso, vítima de latrocínio cometido por ele. Por volta de 11 horas de sábado, os custodiados começaram a cantar para abafar os gritos de Osias, enquanto o espancavam. Quando ele parou de se mexer, os presos chamaram os policiais. A perícia foi acionada e constatou que a vítima apresentava sinais de estrangulamento, além das marcas de agressão.

Um inquérito foi instaurado para apurar o fato, 28 presos foram interrogados e 21 deles vão responder pelo crime. Eles já tiveram as prisões convertidas em preventiva e tiveram sua transferência solicitada para o sistema prisional. Osias estava preso desde o dia 21 de junho, quando teve um mandado de prisão cumprido por tentativa de roubo, onde a vítima foi esfaqueada. Não há registro de estupro na ficha dele, porém, ele respondia por outros assaltos e um homicídio.