Partiu Estágio oferta mais três mil vagas para universitários baianos

Universitários regularmente matriculados em instituições de ensino estaduais, federais e privadas, com sede na Bahia, têm até o próximo domingo (17) para se inscrever no Programa Partiu Estágio. São, ao todo, 3.105 vagas de estágios oferecidas em 60 órgãos da administração pública estadual na capital e em 42 municípios do interior, no segundo edital do programa. Podem participar estudantes com idade mínima de 16 anos e que tenham cumprido pelo menos 50% do curso de formação, que deve ser na modalidade presencial.

“Esta é uma grande oportunidade do estudante por em prática o que aprende de maneira teórica na faculdade. É uma chance de adentrar a área escolhida e de se capacitar desde cedo para os desafios da profissão”, explica o diretor de Valorização e Desenvolvimento de Pessoas, da Secretaria da Administração do Estado (Saeb), Alberto Queiroz.

As inscrições devem ser feitas pela internet, no site programaestagio.saeb.ba.gov.br. No momento da inscrição, os universitários deverão preencher cuidadosamente a ficha cadastral, informando até três órgãos nos quais têm interesse de estagiar, de acordo com as vagas ofertadas. Vale ressaltar que os estudantes devem se candidatar a estágio na área de formação e que a atuação seja na cidade onde moram ou estudam.

A convocação dará prioridade aos universitários inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico, seguidos daqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. A contratação dos jovens selecionados tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação.

O estudante tem, no máximo, dez dias úteis para se apresentar portando documentação indicada no edital. A carga horária de atividade é de quatro horas diárias e 20 horas semanais. Durante a vigência do estágio, o estudante terá direito à bolsa mensal, auxílio-transporte e recesso remunerado proporcional. Para quem já foi contemplado no primeiro edital do programa, como a estudante de direito, Inaiara Santos, a oportunidade representou transformação pessoal e profissional.

“Normalmente, é bem difícil conseguir estágio. Com o programa ficou mais fácil. Hoje aprendo muita coisa na prática que será importante para meu futuro profissional. Isso motiva para que a gente continue buscando nossa melhoria”, afirmou a universitária.

Primeiro edital

O segundo edital, que está vigente, busca repetir o sucesso do primeiro edital, lançado entre 11 de abril e 2 de maio deste ano. Na oportunidade, 1947 vagas foram preenchidas em 60 órgãos e empresas públicas.

O estudante de arquitetura, Victor Gabriel, foi um dos contemplados. O universitário conta como passou a se sentir envolvido com a profissão. “Acredito que a hora do estudante entrar na profissão é durante o curso. O governo oferece uma excelente oportunidade, que graças a Deus fui contemplado. Sem dúvida, é um diferencial para quem une teoria e prática”, conta.

Do quantitativo de contratados, 410 são de universidades estaduais, 366 de instituições de ensino federais e 1.171 de instituições de ensino privadas.