Zé de Lessa: líder do BDM comandou assalto que levou R$100 milhões de banco e resultou em quatro mortes

Líder e fundador do Bonde do Maluco (BDM), maior facção criminosa da Bahia, José Francisco Lumes, conhecido como “Zé de Lessa”, foi apontado pela polícia do Maranhão como o responsável por comandar um assalto ao Banco do Brasil, em Bacabal, que resultou em um prejuízo de cerca de R$ 100 milhões. Desse montante, R$ 3 milhões já foram recuperados pelos policiais. O crime ocorreu na noite de domingo (25/11).

A investigação aponta que o chefão do BDM estava no município e comandou pessoalmente a ação da quadrilha. Natural do estado da Bahia, “Zé de Lessa” começou na vida do crime fazendo assalto a instituições financeiras. Foi preso algumas vezes e a última vez que saiu da prisão foi para terminar de cumprir a pena no regime domiciliar. Não retornou mais.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) três assaltantes foram mortos em confronto com a polícia. Um morador da cidade também morreu durante a troca de tiros. Um dos criminosos mortos é baiano e foi identificado como Ederson da Silva. Os outros dois são: Rafael Átila, do Maranhão e Jean Martins Rocha, dp Tocantis.

Na manhã desta terça-feira (27/11), a polícia confirmou que outro morador também foi atingido por disparos de arma de fogo e segue em recuperação. Sobre as prisões, duas pessoas foram flagradas pela Polícia Militar dentro da agência recolhendo as cédulas deixadas para trás pelos bandidos e, por isso, foram encaminhadas à delegacia.

“A informação a priori é que ele estava no meio do tiroteio e não era refém. O civil morreu de imediato durante o fato por conta de bala perdida de um dos assaltantes”, contou o delegado Luciano Correia, responsável pelo Departamento de Combate a Roubo às Instituições Financeiras. Fortemente armados, os criminosos incendiaram viaturas e ainda atacaram o quartel do 15º Batalhão da Polícia Militar e também a Delegacia Regional de Polícia Civil.