O Sétimo Guardião: Ondina enfrenta Gabriel após decisão polêmica

A condução de Gabriel (Bruno Gagliasso) à liderança da irmandade que zela pela fonte milagrosa está gerando uma série de conflitos entre os protetores do aquífero. Nos próximos capítulos, haverá mais um: ele vai bater de frente com Ondina (Ana Beatriz Nogueira).

Após desautorizar Feliciano (Leopoldo Pacheco) a agir sozinho em nome do grupo – pois o homem se aproxima de Valentina (Lília Cabral) por conta própria para descobrir as intenções dela acerca da fonte –, o rapaz vai enfrentar a ira de seus colegas por contar a padre Ramiro (Aílton Graça) o segredo sobre o aquífero.

Tão logo tomam conhecimento do fato, Ondina, Milu (Zezé Polessa), Feliciano, Aranha (Paulo Rocha) e Machado (Milhem Cortaz) vão ao casarão de Gabriel e o pressionam. O mendigo – mais equilibrado entre todos os guardiães – pergunta ao filho de Valentina por que ele contou a padre Ramiro sobre a fonte. Sentindo-se acuado, mas decidido, o guardião-mor responde que foi necessário, pois as circunstâncias o levaram a isso, já que o religioso ficou ferido no incêndio que atingiu a igreja e a fonte poderia curá-lo.

Gabriel, então, solta mais uma “bomba”: diz que convidou padre Ramiro para integrar a irmandade no lugar de Eurico (Dan Stulbach). Os guardiães ficam atônitos, mas, após pedir desculpas por ter feito isso sem conversar com os demais, o líder da irmandade explica que era a única maneira de deixar o religioso sair sem que ele contasse sobre o local para as pessoas.

Nesse momento, Ondina se revolta e rebate as palavras de Gabriel. Com fúria, a cafetina tenta dar uma lição de moral no guardião-mor e afirma que a hora exigia que ele se resguardasse e não contasse nada para o religioso. Afinal, ao mostrar a fonte e contar sobre ela, expôs toda a irmandade.