Estudo revela as diferenças surpreendentes entre donos de cães e gatos

Trata-se provavelmente de um dos assuntos mais divisivos de todos os tempos – são os cães ou os gatos que fazem os melhores animais de estimação?

E o que será que a preferência de cada individuo por cada um destes animais diz sobre a sua personalidade?

Serão mesmo os de cães pessoas mais abertas, sociáveis e cercadas de amigos? Os donos de gatos correspondem, afinal, ao estereótipo de seriedade, discrição e reclusão associado a eles? O Facebook foi descobrir.

Uma equipe de investigadores da rede social realizou levantamento completo sobre os traços de personalidade dos donos de animais caninos e de felinos.

Foi observado que, em média, os donos de cachorros têm 26 amigos a mais nessa rede, comparativamente aos de gatos.

Quantidade, porém, não é qualidade. Afinal, os donos de gatos recebem mais convites para eventos.

Mais ainda, os indivíduos tendem a gostar mais de pessoas que têm bichos da mesma espécie. Fãs de felinos estão 2,2 vezes mais propensos a se relacionarem com outros donos de gatos. E paralelamente, os donos de cães estão até 1,6 vezes mais propensos a serem amigos de donos de gatos.

E surpreendentemente, ou não, o estereótipo de que os solteiros são fãs de gatos se confirmou, mesmo que por uma margem estatística pequena: cerca de 30% dos donos de bichanos não têm qualquer informação no status de relacionamento, contra apenas 24% dos fãs de cães.

O levantamento concluiu ainda que os gatos são mais comuns em ambientes urbanos, e existem mais cães nas áreas rurais. E, enquanto os donos de gatos são fãs de histórias em quadrinhos e ficção científica; os fãs de cães dão predileção a romances.