Mulheres ganham até R$ 400 por semana vendendo calcinhas usadas na ‘web’

Uma nova modalidade de negócio virou o ganha-pão de muitas jovens endividadas

Segundo informações da Folha de S.Paulo, sites como PantyDeal.com ou SellPantiesForMoney.com permitem que mulheres desconhecidas vendam suas calcinhas usadas para aqueles que sentem prazer em cheirá-las.
De acordo com o jornal “The Independent”, uma jovem de 21 anos, moradora de Hampshire, contou sobre o lucrativo negócio.

Ela disse que chega a ganhar 100 libras (cerca de R$ 428) vendendo apenas uma ou duas calcinhas por semana. Para as interessadas, basta se cadastrar no site e pagar uma taxa de 15 libras.
“Imediatamente, fui contatada por indivíduos que estavam interessados em meus produtos. Tem muitas opções além de calcinha. Tem gente vendendo todo tipo de item pessoal e praticamente qualquer tipo de fluido corporal parece ter demanda”, informou.

Esse é um daqueles curiosos casos em que a vida imita a arte. Na série da Netflix, ‘Orange is The New Black’ (OITNB), a prisioneira Piper Chapman, personagem da protagonista Taylor Schilling, vira chefe na prisão depois de fazer das calcinhas usadas das detentas um grande negócio.
Em OITNB, as peças íntimas são vendidas para centenas de homens fora da prisão, em um dos enredos que garantiram o sucesso da série.

Ultimas Noticias

Baleada em baile funk, adolescente fica cega

Uma jovem de 16 anos perdeu a visão do olho esquerdo após ser atingida por uma bala de borracha na madrugada do último domingo...

Para Rosemberg, Bruno Reis não conseguiu se viabilizar e PT precisa...

O deputado Rosemberg Pinto (PT) defendeu, em entrevista à Rádio Metrópole, na noite desta quarta-feira (14/11), que o Partido dos Trabalhadores em Salvador defina...

Castelo Branco ganha praça com miniquadra, brinquedos e aparelhos de ginástica

A população de Castelo Branco tem agora uma opção gratuita de lazer e diversão na Rua Vitorino Alves Moutinho: a Praça Elza Buffoni. Com...

Facções soltam fogos por 10 minutos e comemoram “aliança da morte”...

Facções criminosas que atuam nas localidades do bairro de Sussuarana firmaram uma parceria, uma espécie de "aliança da morte", e comemoraram com mais de...
Publicidade