Chefe do tráfico se fere com o próprio fuzil e alega “acidente de trabalho”

Uma situação inusitada nesta sexta-feira (19/04) no Rio de Janeiro terminou com a prisão do homem apontado como chefe do tráfico do Complexo do Chapadão. De acordo com jornal Extra, César Augusto Alta de Araújo, de 30 anos, conhecido como PQD, deu entrada na quinta-feira em um hospital particular de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, após se ferir com o próprio fuzil durante um confronto com a PM.

Na unidade médica, o criminos alegou que sofreu um “acidente de trabalho”. A polícia informou que o ferimento foi causado pela pane de um fuzil calibre .30, utilizado pelo suspeito. As investigações apontam que o homem é um dos responsáveis pelas recentes disputas de território envolvendo o Morro do Cajueiro, em Madureira, também na Zona Norte. Além do confronto com policiais, na localidade conhecida como Gogó da Ema, no Chapadão, ele também teria participado dos tiroteios ocorridos em Brás de Pina, na última semana. PQD responderá pelo crime de associação para o tráfico.