Sofre de insônias? Três distúrbios que podem prejudicar o seu sono

Infelizmente, dormir uma noite de sono profundo não é para todos. Um estudo promovido pelo Sistema de Saúde Pública Britânico (NHS), expô que quase metade da população no país sofre de insônias. Já a apneia do sono, condição que provoca paragens na respiração por cerca de 20 segundos, afeta 69% dos indivíduos. E há estimativas de que 72% da população sofra de alguma doença relacionada ao sono.

Mas afinal, quais são os problemas mais comuns, como reconhecê-los e, mais importante, como tratá-los? Eis o que a NHS tem a dizer:

A dificuldade de dormir e manter o sono durante toda a noite é o distúrbio de sono mais comum. Episódios de insônia podem ser ocasionais e variam de pessoa para pessoa, como um período de ansiedade antes de um compromisso importante, problemas clínicos (como febre ou gripe) e problemas emocionais passageiros.

Mas tal condição pode se tornar crônica. Entre os sintomas, estão o cansaço extremo, falta de concentração, irritabilidade e dor de cabeça e no corpo. O tratamento envolve principalmente terapias como técnicas de relaxamento e higiene do sono. Em casos mais graves, profissionais de saúde podem ser prescritos medicamentos, como antidepressivos.

Apneia Obstrutiva do Sono

Como o nome sugere, o distúrbio é causado por uma obstrução do fluxo de ar na garganta, provocando paradas respiratórias durante o sono. Em geral, quem tem o problema não sabe que sofre essa condição, pois as paradas nem sempre são suficientes para fazer a pessoa acordar. Entre os sintomas estão ronco, cansaço e sonolência durante o dia. O tratamento é feito com um aparelho chamado CPAP, que envia um fluxo de ar para as vias respiratórias e, em alguns casos, a cirurgia é recomendada.

Síndrome das pernas inquietas

Esse distúrbio é quase autoexplicativo, caracterizado pela agitação involuntária das pernas. Pessoas que sofrem com o distúrbio descrevem sentir muito desconforto, que é aliviado somente com o movimento das pernas. Pode ter relação com outras doenças, deficiência de ferro ou não apresentar uma causa aparente. O tratamento envolve mudanças de comportamento, como prática de atividades físicas, e eventualmente uso de medicamentos.

Bruxismo

Apertar e ranger os dentes é chamado de bruxismo, e o problema também pode ocorrer durante o dia. É associado ao estresse, ansiedade e problemas na articulação da mandíbula. Os sintomas, em geral, são dor na mandíbula e de cabeça. Placas dentárias, controle do estresse e medicamentos costumam ser indicados para casos de bruxismo.

Ultimas Noticias

Cientista, que é virgem e assexual, é um participantes do BBB20

Virgem e assexual, o psicólogo e cientista em Saúde Pública, Victor Hugo, 25 anos, é um dos participantes do Big Brother Brasil 20. O...

Curuzu, Liberdade: rapaz morto com tiros na cabeça

Um rapaz foi assassinado na tarde deste domingo (19/01), no bairro da Liberdade, em Salvador. O crime aconteceu por volta das 13h, na Rua...

Vendedor de queijo assassinado em Itaparica enquanto trabalhava

Um jovem de 24 anos foi assassinado na tarde deste domingo (19/01), na Ilha de Itaparica. O crime aconteceu por volta das 14h, em...

Carro Mercedes Benz clonado é apreendido em Feira de Santana

Na noite de sábado (18/01), a Polícia Rodoviária Federal realizou a prisão de um homem por conduzir um veículo roubado na BR 324, km...
Publicidade