Joias de 4 bilhões de reais são roubadas de museu por dois ladrões

Dois ladrões roubaram joias com diamantes, rubis e esmeraldas com valor estimado em um bilhão de euros, o equivalente a R$ 4,63 bilhões. O roubo ocorreu no Museu Grünes Gewölbe (Cofre Verde), em um castelo (o Palácio Real) de Dresden, no leste da Alemanha, na madrugada desta segunda-feira (25/11/2019). A confirmação do golpe foi dada pela diretora da instituição, Marion Ackermann.

De acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo, os dois homens cortaram o fornecimento de energia do Cofre Verde, local que abriga uma das maiores coleções de joias barrocas da Europa. Eles levaram três peças do século 18 e fugiram logo em seguida.

Imagens de câmeras de segurança do museu mostram os ladrões entrando por uma janela. Na sequência, eles quebram três vitrines para pegar os objetos de valor.

De acordo com Marion Ackermann, as obras são de “valor inestimável”. A diretora do museu ainda afirmou que seria impossível vender as peças no mercado aberto.

Segundo o porta-voz da polícia local, Marko Laske, os criminosos não foram identificados e nenhuma prisão foi feita.

Para o ministro presidente da região da Saxônia, Michael Kretschmer, o crime foi um golpe para todo o estado. “As obras foram construídas pelo povo da Saxônia com muitos séculos de trabalho duro.”

Autoridades do museu afirmaram que as peças roubadas eram “parte do patrimônio cultural do mundo”.