Turismo de observação de aves é carro-chefe de projeto para estuário do Itapicuru

Projeto para o desenvolvimento do potencial ecoturístico do estuário de Itapicuru, no município de Conde, Litoral Norte da Bahia, foi apresentado aos secretários estaduais do Turismo, Fausto Franco, e do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, na noite desta segunda-feira (13/01), na Secretaria do Turismo do Estado (Setur). A iniciativa, elaborada em parceria entre a gestão municipal e a Universidade Federal da Bahia, prevê a criação de uma reserva natural com ecomuseus na região.

A ideia, segundo o professor de Biologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Charbel El-Hani – responsável pela apresentação do projeto, junto com o prefeito de Conde, Eduardo Lins de Castro – é transformar o estuário de Itapicuru em um Mosaico de Unidades de Conservação e Ecomuseu, viabilizando um turismo diferenciado no Litoral Norte. O carro-chefe é o turismo de observação de aves.

“A área possui uma diversidade de aves muito grande, algumas muito raras, como uma espécie de gavião e o periquito da cara suja, que têm grande potencial para atrair turistas”, explicou El-Hani.  A cultura pesqueira da região também está incluída no projeto, que tem como base o uso sustentável do estuário, rico em manguezais e restingas.

Para viabilizar a criação do Mosaico de Unidades de Conservação e Ecomuseu do Estuário do Itapicuru e fortalecimento da gestão ambiental do município de Conde, os idealizadores buscam a participação do Governo do Estado. Técnicos das secretarias do Turismo e do Meio Ambiente se reunião para realizar estudos e alinhamento de ações. O investimento necessário é de R$ 3 milhões.

“Este projeto é mais uma mostra da grande diversidade que o nosso Estado possui, como o turismo de observação de aves, que costuma atrair um público fiel e de grande poder aquisitivo”, avalia o secretário do Turismo, Fausto Franco.

“É um projeto que possui forte conceito de sustentabilidade, trabalhando com o turismo em um contexto ambiental, com benefícios diretos para a comunidade”, afirma o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira.

Siribinha – Situado a 164 km do aeroporto de Salvador, pela BA-099, o município de Conde inclui o distrito de Siribinha, vila de pescadores onde o Rio Itapicuru deságua no mar. O vilarejo foi construído em uma região de mangues, dunas e coqueiros e ainda preserva ruas de areia.

Participaram também da reunião o assessor especial da Secretaria do Meio Ambiente da Bahia, Durval Libânio; o coordenador da Secretaria do Meio Ambiente do Município de Conde, Cláudio Teles; Rafael Félix, da Ufba; e os diretores da Setur, Jorge Ávila e Divaldo Borges.

Ultimas Noticias

Ministério da Saúde publica orientações para velórios e enterros

O Ministério da Saúde publicou na noite de quarta-feira (25) o Guia para o Manejo de Corpos no Contexto do Novo Coronavírus – COVID-19....

Plataforma digital garante acesso a livros em tempos de distanciamento social

Dentre as medidas disponibilizadas pela Prefeitura para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) e manter o isolamento social está a possibilidade de acesso...

Governo Federal zera impostos de 61 produtos usados no combate ao...

Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia zerou, na quarta-feira (25), as tarifas de importação de mais 61 produtos farmacêuticos e médico-hospitalares...

Doação de sangue não pode parar com pandemia, orienta Ministério da...

Diante da necessidade de manter os estoques e a rede abastecida de sangue, o Ministério da Saúde orienta à população que as doações de...