“Governo do estado reduziu em 5% investimentos no turismo em 2019”, denuncia Sandro Régis

Sem dar uma solução para o antigo centro de convenções, o governo do estado reduziu em 5% dos investimentos no turismo em 2019. Levantamento feito por meio do sistema Fiplan aponta que, no ano passado, a Secretaria de Turismo do Estado registrou investimentos de R$ 4,83 milhões, contra R$ 5,09 em 2019. Os dados foram extraídos nesta quarta-feira (29).

Para o deputado estadual Sandro Régis, líder do Democratas na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), os números são preocupantes e refletem a falta de prioridade do turismo na gestão do governador Rui Costa (PT). “Investir no turismo é, ao mesmo tempo, atrair novos investimentos e gerar emprego e renda. Já está mais do que comprovado o potencial da Bahia para o turismo, mas isso não é explorado pelo governo”, afirma o parlamentar.

Régis pontua que a falta de investimentos no turismo tem trazido inúmeros problemas para o estado. O centro de convenções do estado, por exemplo, está fechado há mais de quatro anos, o que trouxe um prejuízo bilionário para a economia de Salvador e da Bahia. “E há ainda o impacto social. Hotéis fecharam ou tiveram que demitir pessoas, empregos foram perdidos. Foi uma verdadeira bola de neve de problema”, frisa.

O parlamentar acredita que é fundamental investir na promoção do destino, na capacitação dos profissionais que atuam na área e na qualificação de áreas com potencial turístico do estado, inclusive em parceria com municípios e iniciativa privada. “Nos últimos anos, é muito claro que o turismo na Bahia perdeu apoio e políticas públicas, com um volume muito baixo de investimentos públicos e privados. Esse cenário precisa mudar”, diz Régis.

Por outro lado, pondera o deputado, Salvador tem andado na contramão da Bahia em relação aos investimentos em turismo. “E os resultados já estão visíveis. O número de turistas que visitam a capital só cresce, o que tem provocado o aumento da ocupação hoteleira e maior movimentação econômica na cidade, beneficiando não apenas hotéis e agências de viagens, mas também bares, restaurantes, serviços e comércio. Agora, isso tudo vai ser potencializado com o novo Centro de Convenções de Salvador”, ressalta.

Últimas Noticias

Doze capitais já estão aptas a receber novas redes 5G

O Ministério das Comunicações informou nesta quarta-feira (26) que 12 capitais brasileiras já estão totalmente prontas - tanto em...