Dólar aproxima-se de R$ 3,13 após Banco Central cortar juros

Um dia após o Banco Central cortar os juros básicos da economia pela primeira vez em quatro anos, a moeda norte-americana voltou a cair e fechou no menor valor em mais de dois meses. O dólar comercial fechou esta quinta-feira (20) vendido a R$ 3,139, com queda de R$ 0,03 (-0,95%). A cotação está no menor nível de fechamento desde 10 de agosto (R$ 3,132).

O dólar operou em baixa durante toda a sessão, mas intensificou o ritmo de queda depois das 15h. Na mínima do dia, por volta das 16h50, chegou a ser vendido por R$ 3,136. A divisa acumula queda de 3,47% em outubro e de 20,49% no ano.

Copom

O dólar também caiu depois da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de reduzir a taxa Selic (juros básicos da economia) pela primeira vez em quatro anos. Tradicionalmente, a queda dos juros diminui a entrada de capitais externos, mas o fato de o Brasil continuar a ter as maiores taxas de juros reais do mundo, ao descontar a inflação dos juros, impulsiona o ingresso de investimentos estrangeiros no país.