PEC 241 vai estrangular a educação pública, alerta Bacelar

Aprovada em segundo turno na Câmara dos Deputados, a PEC 241 coloca limites em investimentos públicos na educação, saúde e programas sociais. Para o deputado federal Bacelar (PTN-BA), a medida prejudica o alcance e a qualidade de serviços essenciais oferecidos à população, além de criar dificuldades para o cumprimento de mecanismos já em vigor, como os investimentos no Plano Nacional de Educação (PNE).

“O PNE é uma lei viva, a ser lida, revisitada e, principalmente, observada. O seu cumprimento é objeto de monitoramento contínuo e de avaliações periódicas. Ele é um instrumento de planejamento do nosso Estado Democrático de Direito, que orienta a execução e o aprimoramento de políticas públicas do setor. Se a PEC 241 já estivesse em vigor, desde 2010, somente o governo federal teria deixado de investir 73,6 bilhões de reais em manutenção e desenvolvimento do ensino, em valores correntes; em valores corrigidos, seriam mais de R$ 89 bilhões que a educação deixaria de receber”, alertou Bacelar.

Municípios de Guanambi, Candiba e Pindaí são orientados a proibir realização de festejos juninos

O Ministério Público estadual, por meio da promotora de Justiça Tatyane Miranda, recomendou aos Municípios de Guanambi, Candiba e Pindaí que proíbam a realização de festejos juninos...

Saúde investe meio milhão de reais em requalificações do Samu Salvador em 2021

O período de pandemia exigiu ainda mais dos esforços do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Salvador para obter resolutividade satisfatória nos atendimentos de rotina e...

Receitas juninas: confira opções imperdíveis para fazer em casa

Pelo segundo ano, as festas juninas foram canceladas por causa da pandemia, mas não quer dizer que as comidas típicas não podem ser preparadas. Por isso, a...

Especialistas recomendam vacinas contra doenças mais comuns no inverno

O efeito do clima frio e seco nas mucosas do sistema respiratório e a convivência em ambientes mais fechados estão entre as razões que fazem do inverno...