Auxílio emergencial de R$600 para os mais pobres é aprovado pelos deputados

O projeto que prevê o pagamento de um auxílio emergencial aos mais pobres (PL 9236/17) foi aprovado pela Câmara Federal, na noite desta quinta-feira (26/03). O deputado Marcelo Aro (PP-MG), relator da matéria, anunciou que, após conversas com o líder do governo, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), o Executivo concordou em aumentar de R$ 200,00 para R$ 600,00 o valor de cada cota do auxílio enquanto durar a pandemia do coronavírus.

O auxílio será concedido durante três meses para as pessoas de baixa renda afetadas pela crise. “Poderemos chegar a R$ 1.200 por família”, disse Aro. Já o deputado Vitor Hugo afirmou que o objetivo do governo é “salvar vidas e preservar empregos”. Ele destacou os diálogos que permitiram o acordo. “Também precisamos aprovar as reformas estruturantes, como o Plano Mansueto e outras medidas”, disse.

Quem vai ter direito?

Para ter acesso ao auxílio, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:
– ser maior de 18 anos de idade;
– não ter emprego formal;
– não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família;
– renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);
– e não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70.
A pessoa candidata deverá ainda cumprir uma dessas condições:
– exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI);
– ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ;
– trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico);
– ou ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020

Nas redes sociais, os deputados Igor Kannário (DEM), Dayane Pimentel (PSL) e Jandira Feghali (PCdoB) comemoraram.

View this post on Instagram

ÓTIMA NOTÍCIA! Acabamos de aprovar um auxílio de R$ 600 para os mais pobres! Inicialmente, o valor estava previsto para R$ 200, mas nós lutamos para aumentar! Vamos continuar trabalhando por quem mais precisa. . Vejam mais informações sobre o benefício: . Para ter acesso ao auxílio, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos ser maior de 18 anos de idade; não ter emprego formal; não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família; Renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70. A pessoa candidata deverá ainda cumprir uma dessas condições exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI); Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ; trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); Ou ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020

A post shared by Deputado Federal Igor Kannário (@deputadokannario) on

View this post on Instagram

Passe para o lado e veja como. 👉🏻

A post shared by Professora Dayane Pimentel (@professoradayanepimentel) on

Campanha Favela contra o Coronavírus

Café de cooperativa baiana é selecionada em principal concurso de café do mundo

O café produzido na Chapada Diamantina, pela Cooperativa de Cafés Especiais e Agropecuária de Piatã (Coopiatã), mais uma vez está participando do Cup of Excellence, principal concurso...

Geomanta tranquiliza moradores em Boa Vista do Lobato

Os períodos de chuva não são mais motivos de preocupação para a dona de casa Alice Nascimento, 52 anos. Moradora da Rua Marciano Porcino, em Boa Vista...