O ‘peso’ da quarentena: quantos quilos, em média, já ganhamos?

Pesquisas realizadas pelo Instituto IFOP de Darwin Nutrition, em França, pelo Grupo PronoKal e professores do Curso Superior de Nutrição e Herbodietética de Deusto Salud, em Espanha concluíram que o confinamento em casa levou espanhóis e franceses a engordar, em média, três quilos.

Segundo o espanhol La Vanguardia, o aumento de peso informado pela maioria dos entrevistados nesses estudos não surpreende os especialistas em nutrição. “Comer fora de horas, um estilo de vida sedentário, viagens ao frigorífico e atividade física reduzida são a combinação perfeita para engordar”, afirma o Pronokal Group.

A pesquisa do Pronokal Group revelou que nove em cada dez pessoas consultadas assumem que os cidadãos estão ganhando peso com o confinamento, mais especificamente, 3 quilos. Quando questionados sobre o seu caso específico, existe uma redução para 2 a 3 quilos.

O estudo realizado em França pela Darwin Nutrition revela que, naquele país, 56% dos homens e 58% das mulheres consultadas confessam ter ganho de peso – eles, 2,7 quilos; elas 2,3 quilos.

A pesquisa realizada na França abordou ainda outros assuntos, nomeadamente, a coexistência na cozinha da casa. Segundo os mesmos, 42% dos entrevistados confessaram ter acalorado discussões e tensões com o cônjuge sobre a distribuição de tarefas relacionadas com a preparação de alimentos. E 41% desses casais também discutiram mais do que o habitual na hora de escolher o menu.

Os franceses, no entanto, apresentam melhores resultados quando comparados com Espanha. Os professores do Curso Superior de Nutrição e Herbodietética de Deusto Salud prevêem que uma elevada percentagem dos cidadãos ganhará peso neste longo período de confinamento – entre 3 e 5 quilos por falta de exercício, ansiedade e ingestão excessiva de alimentos, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

Segundo o estudo do Grupo Pronokal, os homens entre os 30 e 39 anos são os que têm menos cuidado com a dieta. Uma elevada percentagem dos entrevistados pressupõe que irão ganhar pelo menos 3 quilos, enquanto que as mulheres entre 20 e 29 anos estão convencidas de que podem não chegar a ganhar peso.

A pesquisa realizada em França revela que os desempregados com baixa escolaridade e poucos recursos são os que mais ganharam peso.

Últimas Noticias

Primeira Mostra de Turismo Rural acontece em Salvador e atrai público saudoso das festas juninas e da vida no campo

A argentina, Alessandra Onze, ouviu o som de um trio de forró nordestino e foi conferir de perto a...